Microsoft agora indica apps criados especialmente para o Windows 10

Por Redação | 15.02.2016 às 12:08
photo_camera Divulgação

Pouca gente reparou, mas uma atualização na Windows Store trouxe uma atualização importante para os usuários de Windows 10. Agora, o marketplace é capaz de identificar e marcar os softwares que foram criados especificamente para a nova versão do sistema operacional, de forma a mitigar eventuais problemas de compatibilidade que sempre aparecem na troca de plataforma.

A nova indicação aparece em destaque, logo abaixo do nome do aplicativo, e indica aqueles softwares que funcionam a partir de uma nova arquitetura da Microsoft, criada para fazer com que todos trabalhem em todos os dispositivos. Como o nome “universal” já indica, a ideia é que os apps sejam compatíveis tanto com a versão desktop do Windows 10, mas também com sua contraparte mobile, além do Xbox One e até mesmo dispositivos da Internet das Coisas, tudo a partir de um marketplace unificado.

Universal apps Windows 10

Ao contrário do que pode parecer, entretanto, a atualização que permite a identificação de aplicativos universais veio em um update do próprio Windows, e não pelas mãos da Microsoft, em sua própria loja. Apesar de não ter sido identificada em notas, a atualização começou a aparecer depois que os usuários instalaram o último update para o sistema operacional.

O uso de apps universais faz parte de uma das principais estratégias da Microsoft com o Windows 10. A ideia da empresa é garantir uma experiência semelhante entre todos os dispositivos do usuário, de forma que ele não apenas possa se sentir confortável, independente do aparelho utilizado, mas também possa continuar os trabalhos entre os gadgets.

A mudança, entretanto, vale apenas para a versão da Windows Store acessível diretamente pelo sistema operacional. A versão online do marketplace, por mais que sirva também como uma interface para a instalação de apps no computador, não traz indicações de que um software foi desenvolvido especialmente para a plataforma.

Fonte: Microsoft