Huawei terá versão cloud do Windows 10 para seus dispositivos com Android

Por Felipe Demartini | 15 de Junho de 2018 às 10h30
TUDO SOBRE

Huawei

O sonho de um celular que funciona como um computador convencional persiste e a Huawei é a mais nova empresa a persegui-lo. Durante a versão asiática da CES 2018, que começou nesta semana em Xangai, na China, a empresa anunciou o lançamento de um serviço de cloud computing que vai permitir o acesso a uma versão completa do Windows 10 em alguns dispositivos da marca que rodam o sistema operacional Android.

O recurso é exclusivo para o território chinês e vai funcionar em quatro aparelhos da fabricante: o Huawei P20 e P20 Pro, Mate 10, Mate RS e o tablet MediaPad M5. Em todos, o sistema operacional poderá ser utilizado em todas as suas capacidades, com todo o processamento acontecendo na nuvem, mas também com acesso ao sistema de arquivos do próprio Android.

Isso vai permitir, por exemplo, que o usuário edite em tempo real uma foto feita com a câmera dos aparelhos na versão Windows 10 do Photoshop, ou que edite uma planilha do Excel e a baixe para o próprio celular. Tudo depende, claro, de uma conexão de internet para realizar o streaming dos comandos para um servidor e das imagens do sistema operacional de volta para o dispositivo.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

De acordo com a Huawei, basta instalar um aplicativo próprio, chamado Cloud PC, para que a novidade funcione. Não são necessárias configurações adicionais e a novidade ainda traz recursos que permitem a conexão do aparelho a um monitor, por meio de conexão USB-C, para utilização do Windows 10 com uma experiência mais semelhante a dos computadores convencionais.

A fabricante também não falou em preços e detalhes do serviço de computação na nuvem, como espaço para armazenamento online e assinaturas para utilização do Windows 10. Parece improvável que o recurso seja gratuito, é claro, mas como a Huawei não deu detalhes sobre uma eventual parceria com a Microsoft nesse quesito, não dá para saber exatamente como tudo vai funcionar.

Além disso, na própria CES Ásia 2018, especulou-se que a plataforma de cloud computing poderia chegar também à Europa, onde a Huawei vem dando bastante atenção, principalmente, ao mercado corporativo. O mesmo, porém, não deve valer para os EUA, onde a marca, bem como outras de origem chinesa, são constantemente criticadas pelo governo e agências de inteligência por, supostamente, constituírem perigo à segurança nacional.

Fonte: Android Authority

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.