Anúncios do Office estão aparecendo no Wordpad do Windows 10

Por Felipe Demartini | 22 de Janeiro de 2020 às 13h38

Muita gente nem se lembra mais dele, assim como acontece com o Paint, mas o Wordpad ainda é parte integrante do Windows 10. Mesmo assim, parece que até a Microsoft está fazendo questão para as pessoas esquecerem dele, exibindo propagandas do Office no topo da interface do editor de textos gratuito como forma de levar os usuários para a versão online de sua popular suíte de aplicativos Office.

O anúncio está aparecendo para alguns usuários do programa Insider do Windows 10 em inglês que não possuem o Office instalado. Um botão indica a possibilidade de softwares como Word, Excel e PowerPoint serem usados de graça, na nuvem, e leva os utilizadores exatamente para essa versão das aplicações.

A ideia faz certo sentido, pois o Wordpad vem instalado por padrão e, na ausência do Office, serve para que documentos nos formatos da suíte sejam abertos no Windows 10. Entretanto, a quantidade limitada de funções pode ser uma pedra no sapato, com as edições online fazendo esse trabalho de forma melhor e mais completa — além, é claro, de dar um gostinho aos usuários que, mais tarde, podem se tornar assinantes do pacote de aplicativos.

Anúncios que devem ser exibidos no Wordpad divulgam as versões online dos aplicativos do pacote Office (Imagem: Rafael Rivera)

Até o momento, os anúncios no Wordpad aparecem apenas na versão experimental do Windows 10, disponível para usuários que escolheram receber antes de todo mundo, para fins de teste, novos recursos da plataforma. A ideia, claro, é que as propagandas apareçam em breve para todos os utilizadores, um tipo de publicidade da qual a Microsoft não é estranha.

Ela já utilizou recursos desse tipo, por exemplo, para sugerir aplicativos de sua loja oficial para o Windows 10 (chegando até mesmo a realizar a instalação automática de alguns) ou em uma tentativa de fazer com que os usuários utilizem o Edge em vez de um browser da concorrência, exibindo avisos no momento em que o navegador padrão do sistema vai ser modificado. Este é apenas mais um episódio dessa política que vem sendo aplicada pela marca já há alguns anos.

Fonte: Rafael Rivera (Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.