Windows 8 apresenta pouco crescimento enquanto XP ainda é forte

Por Redação | 01 de Maio de 2014 às 14h05

No primeiro mês desde o fim completo de seu suporte, o Windows XP não parece exibir sinais de que está perdendo força junto aos usuários. Os dados da Net Applications, que cria gráficos sobre o market share de sistemas operacionais a partir de informações de acesso a sites na internet, informam que a defasada plataforma ainda está presente em 26,29% dos computadores, um número que a Microsoft não vê a hora de reduzir.

Trata-se de um problema grave, principalmente de segurança e, ainda mas, quando se leva em conta que boa parte destes usuários pode estar no mercado corporativo. Em abril, houve queda no total de máquinas com Windows XP, mas ela foi de apenas 1,4%, um número que ainda está longe de ser considerado como ideal pela empresa.

No último mês, o Windows 7 continuou na liderança e é utilizado por 49,27% dos usuários. Aqui, inclusive, houve ganhos de 0,5% no número de máquinas com o sistema, um total que a Microsoft gostaria muito de ver chegando, isso sim, à versão 8 da plataforma, que ainda permanece na penúltima colocação entre os sistemas da empresa.

Market share OS

O crescimento das versões mais recentes também é pequeno. Juntas, as edições 8.0 e 8.1 do Windows não chegaram a acumular aumento de 1% no market share, com queda de 0,05% para a primeira e subida de 0,99% para a segunda. O número mostra uma tendência ao upgrade, mas que ainda assim, é bastante baixa.

Mesmo esse crescimento quase nulo, porém, foi responsável por, pela primeira vez em sua história, levar o Windows 8.1 acima da marca dos 5% de market share. Pouco a pouco, também, ele se aproxima de seu antecessor e, agora, está a menos de 0,5% de ultrapassá-lo na pesquisa.

Na soma de todos os sistemas considerados pela pesquisa, que leva em conta até mesmo versões do Windows anteriores ao XP, a Microsoft perdeu um pouco de mercado em abril. Os dados mostram uma redução de 0,14% no total de usuários, um total que foi dividido entre os rivais.

O Linux, por exemplo, demonstrou 0,09% de crescimento e hoje está presente em 1,58% das máquinas. Já o OS X, da Apple, aparece com 7,62% dos usuários e obteve aumento de 0,05% nesse total. As informações foram publicadas pelo site The Next Web.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.