Preço do Windows 8 deve cair ainda este ano, dizem os fabricantes de PCs

Por Redação | 09 de Maio de 2013 às 14h10

O mercado de PCs está atravessando uma fase muito complicada em meio à maior queda de todos os tempos, porém, pode ser que exista uma luz no fim do túnel. Os fabricantes de computadores acreditam que os preços dos aparelhos com Windows 8 vão cair drasticamente em um futuro próximo.

Na última quarta-feira (8), o presidente da Acer, Jim Wong, disse ao The Wall Street Journal que a Microsoft está se tornando mais atenciosa em relação aos seus parceiros de hardware, e que finalmente está começando a ouvir suas ideias e sugestões. Entre essas sugestões, parece que a aposta mais alta será focar em produtos mais baratos.

Além disso, Wong também apontou que os dispositivos touchscreen abrirão uma série de possibilidades para o mundo dos PCs, mas também advertiu que muitas pessoas simplesmente não precisam que seus computadores de confiança possuam telas sensíveis ao toque.

Por outro lado, mais dispositivos touchscreen e preços mais baixos podem significar uma concorrência ainda maior no mercado de tablets, dominado atualmente por dispositivos iOS e Android. Alguns fabricantes estão trabalhando em tablets com Windows 8 de tamanhos menores, mas ainda vai demorar para que o OS da Microsoft se torne realmente competitivo nesse mercado.

O Windows 8 é um sistema operacional "inchado" se comparado aos padrões dos tablets, o que exige mais espaço de armazenamento do que seus concorrentes, e isso tende a elevar o preço desses aparelhos. Atualmente, tablets com Windows 8 custam cerca de US$ 150 (cerca de R$300) a mais do que os dispositivos Android. Porém, para o CEO da Asus, Jerry Shen, essa diferença de preço deve cair para cerca de US$ 50 (R$ 100) ainda este ano, o que deve melhorar consideravelmente a competitividade da Microsoft no setor.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.