NYT convida 5 voluntários para testar o Windows 8. O resultado? Nada animador...

Por Redação | 22.10.2012 às 11:46

O novo sistema operacional da Microsoft, o Windows 8, será lançado ainda esta semana no dia 26 de outubro e muitas opiniões sobre o seu formato se confrontam. O jornal The New York Times e o repórter David Gallagher convidaram cinco voluntários para testarem o novo OS e as reações não foram as melhores.

O Windows 8 traz uma mudança significante para quem usa o software tradicional há mais de duas décadas. A sua nova interface é projetada com base nos dispositivos com display touchscreen, ou seja, tanto os tablets como os laptops devem ser comandados através de toques em suas telas, o que pode não conquistar muitos usuários à primeira vista.

Das cinco pessoas convidadas para realizar o teste, apenas uma afirmou ter gostado do novo OS e sua interface inovadora. "Incrível. Isso é tão legal", afirmou o voluntário que gostou do Windows 8. No entanto, a manipulação dos aplicativos se mostrou confusa para todos os voluntários, incluindo a pessoa que gostou do sistema.

Teste NYT Windows 8

Reprodução: Business Insider

"Eu acho que é muito confuso". "Deve ser mais fácil. Algo que eu não tenha que pensar muito para fazer". "Eu me senti como o maior usuário amador de computadores. Isso me fez sentir estúpido". Estas foram algumas das reações registradas pela câmera do jornal norte-americano.

O Business Insider ainda sugere uma situação de risco para a Microsoft depois de assistir ao teste do Windows 8. A publicação acredita que os usuários deverão gastar longas horas tentando aprender como o novo OS funciona e que, se muitos usuários Windows sempre foram tentados a adquirirem um Mac, mas ainda não o possuem pois terão que aprender a usar o sistema, agora eles teriam a desculpa perfeita para migrar de plataforma.

Na última semana, a Microsoft divulgou o primeiro comercial para televisão do Windows 8, como parte do projeto de marketing de mais de US$ 1 bilhão (R$ 2 bilhões).

Confira abaixo o vídeo do teste realizado pelo The New York Times: