Microsoft quer aumentar o ritmo de atualizações do Windows 8

Por Redação | 22 de Abril de 2014 às 16h29

A facilidade de atualização e desenvolvimento do Windows 8 vai permitir que a Microsoft aumente o fluxo de atualizações do sistema operacional. Pelo menos, é isso que parece que a empresa está preparando, se as fontes ouvidas pelo site CNET estiverem certas. Após o recente lançamento da versão 8.1 da plataforma, uma edição 8.2 já estaria nos planos e teria chegada prevista para agosto ou setembro deste ano.

É uma sequência que destoa do comportamento normal da Microsoft, que costuma trabalhar muito em grandes atualizações e apenas liberá-las após grandes rodadas de testes. Agora, porém, a ideia da empresa seria atuar mais ou menos como as desenvolvedoras de aplicativos mobile, focando esforços em recursos específicos e lançando novas versões de forma mais frequente, obtendo resultados melhores em menos tempo e ampliando o suporte e aplicação de correções às máquinas de seus usuários.

Entre as novidades que estariam sendo planejadas para o futuro próximo estariam um novo Menu Iniciar e a possibilidade de rodar aplicativos em janelas sobre a Área de Trabalho, mesmo quando estes utilizarem o estilo Metro. Ambas, porém, demandam maior atenção e não devem estar presentes já no Windows 8.2.

Mas a ideia, de maneira geral, seria tornar o sistema operacional cada vez mais atrativo para usuários comuns e também clientes empresariais. Aos poucos, a empresa vem percebendo que o foco completo em interfaces sensíveis ao toque pode não ser a melhor opção e, com isso, está adicionando uma série de funcionalidades que facilita o uso por quem ainda prefere os tradicionais teclado e mouse.

Sequência

Apesar de ter boa parte de seus esforços concentrados na versão atual da plataforma, a Microsoft também já estaria estudando o lançamento do Windows 9, que também deve seguir esse padrão de lançamentos mais frequentes. O ideal, para a empresa, é não mais aguardar anos e anos para lançar uma nova versão, e sim motivar o upgrade para novas edições a partir de sistemas operacionais já existentes.

Essa ideia também motivou uma integração maior entre as equipes de desenvolvimento da Microsoft. Apesar dessa informação já ter sido negada por executivos da companhia, as equipes responsáveis pelo Windows 8 estariam trabalhando em ritmo semelhante à do Windows Phone, com o objetivo de lançar de duas a três atualizações grandes todos os anos, adicionando novas funções e ouvindo críticas e sugestões de seus usuários.

É justamente esse o tipo de foco que a Microsoft estaria aplicando também ao Windows 9, que poderia contar até mesmo com funções bem diferentes de acordo com o tipo de display usado e sua finalidade, seja empresarial ou para o usuário final. Além disso, a ideia seria integrar de maneira ainda maior os sistemas do desktop e mobile, de forma a incentivar a adoção também do Windows Phone.

Nesse ensejo, vale a pena citar mais um rumor decente, que voltou a ser lembrado pelo CNET: a ideia de que futuras versões do Windows possam ser gratuitas. Seja usando monetização por anúncios ou não, a Microsoft estaria pensando em aplicar um serviço de assinaturas ao sistema. Assim, uma edição básica estaria disponível para todos de forma a incentivar a adoção e o upgrade, enquanto funções mais avançadas e específicas poderiam ser liberadas mediante pagamentos mensais ou anuais.

Seriam soluções para um dos grandes desafios da Microsoft, que viu recentemente o fim do suporte ao Windows XP enquanto o sistema ainda é utilizado por uma grande parcela dos usuários, principalmente no segmento empresarial de países emergentes. A adoção do Windows 8 também não está seguindo de acordo com o esperado, com muitos dos usuários da versão anterior permanecendo com ela em vez de seguirem para a nova versão.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.