Menu Iniciar deve mesmo voltar em nova atualização do Windows 8

Por Redação | 23.04.2014 às 12:59

A informação não foi confirmada oficialmente ainda, mas parece ser cada vez mais dada como certa. O Menu Iniciar deve mesmo voltar na próxima atualização do Windows 8 que, de acordo com o site The Verge, será lançado em agosto de 2014. Isso de acordo com fontes não identificadas, mas ligadas à empresa, que estão vazando as informações.

O retorno do Menu Iniciar foi mostrado pela primeira vez durante a Build 2014, conferência da empresa dedicada aos desenvolvedores. Apesar da função ter sido exibida ao público, a empresa não falou em datas para seu lançamento, limitando-se a afirmar que essa seria mais uma adição focada a facilitar o uso do sistema operacional em computadores sem touchscreen, além de torná-lo mais amigável para quem está pensando em fazer um upgrade.

Menu Iniciar Windows 8

Um segundo aspecto também se encaixa bem nesse tipo de iniciativa. Além do Menu Iniciar, a Microsoft também quer que mesmo os aplicativos que usam a interface Metro possam ser rodados em janelas, mais ao estilo convencional das versões anteriores do Windows. Tal novidade, porém, deve aparecer apenas no Windows 9, que deve ser liberado em 2015.

O The Verge também confirmou a pressa da Microsoft em liberar atualizações para seu sistema operacional, adotando as dinâmicas do mundo mobile também para seu SO em computadores. Para acelerar a adoção de novas ferramentas e também dar um suporte maior a seus usuários, a ideia é liberar grandes updates com intervalo de alguns meses entre um e outro, e não trabalhar apenas com novas versões e atualizações de segurança, como é feito hoje em dia.

Existem também indícios de que a empresa estaria trabalhando em um projeto para unir a versão RT do sistema com o Windows Phone, criando uma plataforma única para funcionamento em todos os dispositivos de arquitetura ARM. Isso se encaixaria com a notícia de que o sistema será gratuito para qualquer dispositivo com tela menor do que 9 polegadas, anunciada durante a Build, e reduziria a pulverização do sistema operacional, facilitando o suporte e o lançamento de atualizações.

Nada disso foi confirmado oficialmente ainda, mas é fato que a Microsoft está disposta a seguir um caminho diferente do que havia sido planejado anteriormente. Por mais que assuma as novidades do Windows 8 como parte integrante de sua visão para o futuro, a empresa já dá sinais de que está ouvindo os consumidores e, no futuro próximo, deve voltar aos olhos aos usuários de computadores comuns, com os bons e velhos teclado e mouse.