6 recursos do Windows 10 que os gamers vão adorar

Por Sérgio Oliveira

Não é de hoje que a Microsoft se esforça para tornar o Windows numa plataforma dedicada também aos games. Todo esse esforço pode ser visto no serviço "Games for Windows", que mais atrapalhou do que ajudou e acabou sendo descontinuado. Com o Windows 10, no entanto, a história é diferente e pela primeira vez parece que a companhia acertou a mão.

A começar pela integração da plataforma com o Xbox One, que é capaz de transmitir toda a jogatina diretamente para os computadores através do app Xbox. Além disso, o DirectX 12 também vem despontando como uma aposta promissora que revolucionará a experiência como jogamos no PC.

Por esses e outros motivos, listamos abaixo seis recursos do Windows 10 que agradarão a todo e qualquer gamer. Confira.

1. Suporte nativo a joysticks

Já há algum tempo o Windows oferece suporte nativo aos joysticks do Xbox 360, mas no Windows 10 a coisa atingiu um novo patamar. Com a chegada do Xbox One, muitos ficaram ansiosos pelo anúncio de compatibilidade do seu joystick com o Windows, o que finalmente foi confirmado com a chegada do novo sistema.

Embora haja inúmeras opções disponíveis no mercado, o controle do videogame de nova geração é uma das melhores opções para quem é PC gamer. Isso acontece porque praticamente todos os jogos atuais trazem consigo suporte ao acessório, fazendo uso completo dos direcionais analógicos, gatilhos e vibração.

Apesar das inúmeras opções existentes no mercado, o joystick do Xbox One desponta como a melhor escolha para aqueles que não têm muita intimidade com mouse e teclado na hora de jogar

Apesar das inúmeras opções existentes no mercado, o joystick do Xbox One desponta como a melhor escolha para aqueles que não têm muita intimidade com mouse e teclado na hora de jogar (Imagem: Reprodução)

E tudo funciona sem nenhuma gambiarra, já que basta conectar o joystick no computador para começar a jogar, sem a necessidade de instalar drivers ou softwares adicionais. Tanta facilidade só nos faz ficar mais ansiosos pela chegada do Elite.

2. DirectX 12

Você pode até nunca ter se importado muito com o que é DirectX, mas a verdade é que ele é essencial para você desfrutar os títulos mais modernos que existem na atualidade. Presente na vida dos gamers desde 1996, a API gráfica da Microsoft vem evoluindo ano após ano e agora chega à sua 12ª versão cheia de novidades.

Além de melhorias esperadas, como maior capacidade para lidar com partículas, fumaça, fogo e luzes, o DirectX 12 também foca na economia de energia ao mesmo tempo que oferece uma experiência mais realista com altas taxas de quadro por segundo. Tanta pompa, no entanto, só está disponível para quem já está rodando o Windows 10, não importando quando você adquiriu a sua placa de vídeo - a premissa é que ele funcionará bem em todos os modelos intermediários e top de linha lançados de cinco anos para cá.

O DirectX 12 promete exibir melhores resultados principalmente na renderização de partículas, fumaça, fogo e luzes. Fazer mais consumindo menos energia também é uma das apostas

O DirectX 12 promete exibir melhores resultados principalmente na renderização de partículas, fumaça, fogo e luzes. Fazer mais consumindo menos energia também é uma das apostas (Imagem: Reprodução)

Pode ser que ainda demore um pouco até que vejamos as desenvolvedoras aproveitando todo o potencial do DX12, mas a rápida adoção do Windows 10 pode forçá-las a trabalhar mais rápido. Sendo assim, é melhor estar na crista da onda pronto para o que está vindo por aí.

3. App do Xbox

O app oficial do Xbox faz as vezes de ponte entre o Xbox One e o Windows 10, conectando-os num mesmo ambiente. Tudo aqui funciona a partir das abas laterais do aplicativo, que oferece opções que vão desde a visualização de descrições dos seus jogos preferidos até o gerenciamento das suas conquistas, capturas de tela e videoclipes.

Nele, também é possível se conectar aos seus amigos da Live, bater aquele papo para marcar a próxima partida de Halo 5: Guardians e até iniciar um jogo que suporte partidas multijogador entre dispositivos diferentes - você no PC e seu amigo no Xbox One.

A grande sacada do app do Xbox é trazer toda a interação do console para o desktop. Recursos exclusivos também aparecem por aqui

A grande sacada do app do Xbox é trazer toda a interação do console para o desktop. Recursos exclusivos também aparecem por aqui (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

4. Capturas de tela e gameplays

Se tinha algo que irritava os gamers que curtem gravar gameplays era a necessidade de ter que abrir um software fora a parte para fazer capturas de tela e videoclipes. Com o Windows 10, esse engodo chegou ao fim.

O novo sistema trouxe consigo uma poderosa ferramenta de captura que grava e captura imagens das suas partidas de maneira nativa, sem comprometer tanto o desempenho do computador. Mas antes de começar a usar o recurso, é interessante primeiro configurá-lo para evitar aborrecimentos.

Na barra de pesquisas do Windows 10, procure por "Xbox" e abra o aplicativo. Com ele aberto, acesse a aba "Configurações" no menu lateral esquerdo e clique em "DVR de Jogos". É nesta tela onde você pode habilitar a gravação de vídeos e capturas de tela enquanto joga, bem como onde tudo será armazenado, quanto espaço poderá ocupar no seu HD, qualidade das capturas etc.

Antes de sair por aí capturando imagens e gravando gameplays, o ideal é configurar corretamente o DVR de Jogos para evitar frustrações

Antes de sair por aí capturando imagens e gravando gameplays, o ideal é configurar corretamente o DVR de Jogos para evitar frustrações (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Feitas as devidas configurações, inicie o seu game e pressione as teclas Windows + G no seu teclado. Isso fará com que a barra de jogos apareça; nela você poderá dar início à gravação do gameplay clicando no círculo vermelho, fazer uma captura de tela clicando na máquina fotográfica e assim por diante. Uma boa sacada da Microsoft, não é mesmo?

A barra de jogos aparece na porção inferior da tela no Windows 10. Basta escolher a opção da ação desejada e deixar o software fazer o resto

A barra de jogos aparece na porção inferior da tela no Windows 10. Basta escolher a opção da ação desejada e deixar o software fazer o resto (Imagem: Reprodução)

5. Jogatina e compras multiplataforma

Isso não é exatamente algo novo, mas também nunca vingou de verdade. Com o esforço da Microsoft para tornar o Windows 10 no ponto de convergência dos seus produtos, aparentemente veremos mais partidas sendo disputadas por pessoas em dispositivos diferentes.

A razão disso é justamente a chegada e aceitação cada vez maior dos joysticks no ambiente dos PC gamers. Com isso, fica fácil para os desenvolvedores preverem com qual controlador os jogadores aproveitarão seu título preferido, podendo, assim, adicionar suporte à jogatina multiplataforma sem gambiarras. Mesmo não sendo uma exigência, muitas produtoras viram o potencial da coisa e já vemos títulos como Minecraft Windows 10 Edition, Fable Legends, Siegecraft Commander e Super Dugeon Bros fazendo uso da novidade. Agora a tendência é que mais jogos cheguem para o Xbox One e PC com essa característica.

Fable Legends é um dos primeiros títulos que podem ser jogados tanto no PC com Windows 10 quanto no Xbox One

Fable Legends é um dos primeiros títulos que podem ser jogados tanto no PC com Windows 10 quanto no Xbox One (Imagem: Reprodução)

Aliado a tudo isso, também vem ganhando força a ideia de compra multiplataforma. A coisa funciona da seguinte maneira: você adquire um game para Windows 10 e pode jogá-lo independentemente da plataforma, seja ela PC ou Xbox One. Essa é uma tendência que, inclusive, já vem sendo adotada há algum tempo pela Sony para seus consoles de mesa e portáteis. Vamos ver se cola também com a Microsoft.

6. Streaming

Imagine a seguinte situação: você está naquela partida frenética de Halo 5: Guardians online e seus familiares insistem que você desligue o Xbox One e libere a televisão para curtir a final d'A Fazenda. O que fazer para continuar jogando? Simples, basta fazer o streaming da partida diretamente para o seu PC com Windows 10.

Não importa se o seu computador não é potente, pois o jogo continua rodando no Xbox One. A única diferença é que o Windows 10 fará as vezes de segunda tela para o seu videogame, exibindo tudo o que está acontecendo nele na tela do PC. Fora isso, tudo continua igual: você terá que controlar tudo usando o joystick conectado ao Xbox One, que por sua vez precisa estar ligado.

Para fazer tudo isso funcionar, primeiro é necessário configurar o seu Xbox One. Para isso, vá até "Configurações" e acesse o menu "Preferências". Na sequência, habilite a opção "Permitir streaming de jogo para outros dispositivos" e marque "Habilitar qualquer dispositivo SmartGlass".

É possível fazer a transmissão do game não só para o seu PC com Windows 10, mas para todo e qualquer aparelho que tenha o sistema instalado

É possível fazer a transmissão do game não só para o seu PC com Windows 10, mas para todo e qualquer aparelho que tenha o sistema instalado (Imagem: Reprodução)

Agora, retorne ao seu PC com Windows 10 e abra o app Xbox. Selecione a opção "Conectar" no menu na lateral esquerda e finalmente escolha o seu Xbox One, que agora deve aparecer na listagem. Selecione-o e depois escolha a opção "Stream" para dar início à transmissão. Fácil, não é mesmo?

Qual desses recursos você acredita ser o mais interessante para quem curte jogar no PC? Tem mais alguma dica para quem é gamer e ainda está na dúvida se deve migrar para o Windows 10 ou não? Então conta para gente na caixa de comentários aqui embaixo.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.