5 Razões para não atualizar o seu Windows para o Windows 10

Em 29 de julho, a atualização gratuita do Windows 10 que a Microsoft disponibilizou irá acabar. Se você estiver executando atualmente o Windows 7, 8 ou 8.1, você pode estar sentindo a pressão para atualizar o seu sistema operacional, que por enquanto ainda é um processo gratuito.

É verdade que um upgrade gratuito é sempre tentador, porém, o Windows 10 pode não ser o sistema operacional indicado para você. A seguir, confira 5 razões pelas quais você não deve atualizar para o Windows 10.

O seu sistema não atende aos requisitos

Os requisitos básicos de sistema para suportar o Windows 10 não são absurdos, porém, o seu computador pode não oferecê-los, especialmente se você estiver com pouco espaço livre no disco rígido. Você vai precisar de pelo menos 20 GB livres para instalar a versão de 64 bits do Windows 10 (16 GB para a versão 32 bits), mais 1 GHz ou processador mais rápido, 2 GB de RAM (1 GB para a versão 32 bits) e uma placa de vídeo DirectX 9 de capacidade com driver WDDM.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Você usa periféricos mais antigos ou obscuros

Depois que o Windows 10 foi lançado, a maioria dos fabricantes de periféricos lançou drivers atualizados para o novo sistema operacional compatíveis para os seus dispositivos. A maioria, mas nem todos. Antes de atualizar, a sugestão é que se verifique e certifique-se de que os seus periféricos vão funcionar. Tudo, desde teclado, mouse, alto-falantes e placas gráficas podem ser afetados.

Você está preocupado com a sua privacidade

Por padrão, o novo sistema operacional está configurado para enviar comentários automaticamente à Microsoft, alocar parte da banda do seu dispositivo para o seu serviço de atualização P2P, e exibir anúncios em seu menu Iniciar. A maioria desses comportamentos pode ser desligado (embora você precise fazer isso através do menu de configurações), mas nem todos eles podem ser desativados. É um fato: o Windows 10 reúne mais dados do que os seus antecessores. É o preço que se paga para ter mais recursos interessantes, como a sincronização de dispositivo universal e Cortana.

Você não quer ser forçado a fazer as atualizações

Geralmente, as atualizações do Windows são coisas boas. A maioria delas traz os patches de segurança que são muito importantes e correções de bugs para o seu dispositivo. Mas isso não significa que você deve atualizar o seu computador a cada nova correção, porque as atualizações podem vir com bugs que podem atrapalhar o desempenho de sua máquina.

Com versões mais antigas do Windows você pode escolher quando quer atualizar. Com o Windows 10 você não terá mais essa escolha. A nova versão do sistema operacional descarrega automaticamente e instala as atualizações em seu computador. Existem algumas maneiras de evitar essas atualizações automáticas, mas elas são meio complicadas. Pelo menos você pode programar quando o dispositivo é reiniciado após um atualização.

Você ama o Windows Media Center

A Microsoft renovou um monte de coisas no Windows 10, substituindo muitos dos seus programas de desktop com aplicativos universais. por exemplo: o Windows Photo Viewer acabou e foi substituído pelo novo aplicativo Photos. Mas enquanto você pode obter o Windows Photo Viewer de volta no Windows 10, você não pode ter o Windows Media Center de volta. Porque ele se foi, junto com o suporte para reprodução de DVDs. Para muitos, essa não é uma grande perda; a maioria já usa algum serviço de streaming para assistir filmes e vídeos ao invés de DVDs.

A Microsoft vem tentando aposentar o Windows Media Center desde o Windows 8. Se você é fã do Media Center, ou se você é apegado a quaisquer outros recursos herdados que atualmente não existem no Windows 10, talvez ele não seja para você.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.