10 motivos para você finalmente se render ao Windows 10

Por Joyce Macedo

O Windows 10 foi lançado há quatro meses e, apesar de alguns soluços, tem sido bem aceito e cumprido seu papel. Se você ainda não se rendeu aos encantos do novo sistema operacional da Microsoft, saiba que talvez tenha chegado a hora fazer o update.

O Windows 8 causou uma grande confusão com sua interface diferente, fazendo com que muitos usuários deixassem de realizar a atualização para o SO ou então fizessem o downgrade de volta para o Windows 7 após se decepcionar com a experiência. Além disso, o Windows 8 não ofereceu tantas vantagens convincentes sobre o seu antecessor extremamente popular.

Já o Windows 10 chegou como uma melhoria do Windows 8 associada ao espírito do querido Windows 7 e, aparentemente, será a última versão do sistema operacional da Microsoft como o conhecemos. Se você ainda não está convencido a adotar o Windows 10, confira 10 razões que você deveria levar em consideração,

1. Notificações mais elegantes e eficientes

No Windows 8, a Microsoft introduziu um sistema de notificações interessante, porém falho. Ele trazia os avisos em pequenas caixas retangulares que apareciam no canto superior da tela, porém, assim que a notificação desaparecia você nunca mais conseguiria vê-la. Ou seja: quem viu, viu; quem não viu, não verá mais.

Para evitar que notificações importantes passassem batidas pelos olhos do usuário, a empresa de Redmond criou uma Central de Ações no Windows 10. Além de oferecer acesso rápido às configurações do sistema, a Central de Ações concentra todas as notificações em um único local, o que significa que você não vai perder mais nenhuma mensagem e alerta importante, como avisos sobre configurações de segurança e manutenção que precisam da sua atenção.

Win10

2. Tela e menu Iniciar para todos os gostos

Em linhas gerais, o lançamento da tela iniciar no Windows 8 foi um fracasso. Ela chegou para substituir o menu Iniciar e é nela que usuários do SO abrem aplicativos e programas da área de trabalho, visualizam atualizações dos amigos, e-mails, notificações de apps, compromissos da agenda, entre outras ações.

No Windows 10, a ideia da Microsoft para aproveitar o melhor dos dois mundos foi combinar a Tela Iniciar com o menu Iniciar. O novo sistema operacional mantém o estilo moderno do Windows 8 enquanto traz de volta a funcionalidade e familiaridade essencial do menu Iniciar.

O novo menu Iniciar é colorido, redimensionável e, finalmente, configurável. Mas o melhor de tudo é que você não está preso a um dos modos, ou seja, você não é obrigado a ficar para sempre com o antigo menu. Isso quer dizer que se você usar um dispositivo com tela sensível ao toque, ou simplesmente preferir a tela iniciar do Windows 8, pode ativar o modo tablet e ter de volta os blocos (tiles).

O modo tablet pode ser rapidamente acionado na Central de Ações do Windows 10, no entanto você também pode alterar as configurações do seu PC para "Usar tela inteira de Iniciar".

Modo tablet

Imagem: Captura de tela / Canaltech

3. Mais configurações

O Painel de Controle do Windows sempre foi extremamente importante para o sistema operacional da Microsoft e por isto se manteve mais ou menos o mesmo desde o Windows 95. No entanto, com a chegada do Windows 10, ele foi totalmente repaginado.

O novo menu "Configurações" trouxe ar fresco para o sistema, apesar de não ser muito diferente das "Configurações do PC" encontradas no Windows 8. A diferença é que agora ele reúne mais responsabilidades herdadas do sisudo Painel de Controle.

Basicamente, você pode controlar todo o computador no novo menu de configurações. Pode ser prematuro dizer que o Painel de Controle antigo vai morrer dentro de pouco tempo, mas as coisas estão caminhando para isto.

Configurações Windows 10

Imagem: Captura de tela / Canaltech

4. Cortana

A assistente pessoal virtual Cortana apareceu pela primeira vez no Windows Phone, mas a Microsoft resolveu inseri-la também no seu principal sistema operacional. Este é um dos recursos mais aguardados pelos usuários do Windows, uma vez que ele traz uma funcionalidade parecida com o Google Now e a Siri para o desktop, onde é possível utilizar a voz para realizar pesquisas no PC.

Desde a previsão do tempo até cotações de moedas estrangeiras, passando pela checagem diária de e-mails, a Cortana está lá para ajudar os usuários do Windows 10. Além disto, também é possível habilitar o comando "Hey, Cortana" para acordar a assistente pessoal, assim como acontece com o famoso "Ok Google".

De acordo com a Microsoft, o recurso estará disponível em português até o final deste ano, mas se você não quer esperar, já pode utilizar a Cortana no Brasil agora mesmo. Para isto, basta conferir o passo a passo já postado aqui no Canaltech.

Cortana

5. Um pouco do design Aero

Muito se falou sobre o retorno do design Aero no Windows 10. O estilo visual diferenciado do Aero foi apresentado no Windows Vista e apresenta um design de vidro translúcido com animações sutis e diferentes cores de janelas.

No entanto, apesar de trazer um aumento significativo nos efeitos de transparência, o Windows 10 não adotou completamente o Aero. Ainda assim, o retorno de alguns efeitos pode ser um sinal de que a Microsoft finalmente começou a se relacionar com sua base de usuários de forma mais significativa.

Um dos maiores problemas do Windows 8 foi o fato de que a empresa basicamente removeu a maioria das coisas que as pessoas realmente gostavam no Windows 7, entre elas o menu Iniciar e os efeitos transparentes. O fato do Windows 10 ter abraçado parte das raízes do Windows 7 é algo realmente promissor.

Dicas Windows 10

6. Visão de tarefas

Distros Linux e o OS X, da Apple, são exemplos de sistemas operacionais que já ofereciam aos seus usuários a opção de ativar diferentes áreas de trabalho e organizá-las da maneira que achar melhor. Este recurso, também conhecido como desktops virtuais, chegou ao SO da Microsoft apenas em 2015 com a chegada do Windows 10.

A novidade permite que os usuários criem grupos de tarefas de acordo com os programas e sites abertos. Uma boa ideia é usar a ferramenta para criar, por exemplo, uma área de trabalho destinada ao lazer, onde você pode reunir serviços como Netflix e Spotify, e outro desktop para o trabalho, com ferramentas como documentos do Office, entre outros.

Win10

Imagem: Captura de tela / Canaltech

7. Compressão mais eficiente

Além de apresentar um tamanho de instalação menor, o Windows 10 também incorpora um algoritmo de compressão mais eficiente. Isto significa que você poderá armazenar mais conteúdo na mesma quantidade de espaço. O novo algoritmo faz o sistema liberar até 1,5 GB de espaço na versão de 32 bits do Windows, enquanto na versão de 64 bits este número sobe para até 2,6 GB.

A Microsoft diz ainda que realizou mudanças nas ferramentas de reset e recuperação do Windows e o resultado disto é a liberação de ainda mais espaço: entre 4GB e 12 GB, dependendo das configurações do computador de cada usuário.

Se o seu PC lidar bem com a sobrecarga adicional da CPU que processos de compressão necessitam, esta é uma ótima saída para ganhar mais espaço no HD. No entanto, a empresa de Redmond tranquilizou os usuários que não possuem máquinas potentes, com muita memória RAM e processadores top de linha. Ela assegurou que o Windows 10 avalia a capacidade de cada equipamento antes de realizar a compressão.

8. DirectX 12

O DirectX 12 é a melhoria mais significativa na API de jogos da Microsoft desde o lançamento do DirectX propriamente dito, em meados de 1994.

Com a nova versão da suíte de APIs de multimídia para o Windows, os gamers devem experimentar um melhor desempenho no hardware já existente – esta é outra vantagem, afinal você não terá que atualizar um dos componentes mais caros do seu computador para usar o DirectX 12 caso possua um modelo mais atual.

O DirectX 12 é retrocompatível com o DirectX 11, o que significa que se a sua placa de vídeo for compatível com o DirectX 11, ela não terá problemas com a nova versão. Mas o melhor de tudo é que o DirectX 12 virá instalado com o Windows 10 por padrão.

DirectX 12

9. Atualização gratuita para usuários do Windows

Apesar da atualização realizada por meio do ícone da bandeja do Windows ter gerado pequenos aborrecimentos para alguns usuários, o fato do Windows 10 ser uma atualização gratuita para os usuários do sistema operacional é um grande passo da Microsoft.

Já está claro que a empresa quer ver o Windows 10 instalado na maior quantidade possível de computadores o mais rapidamente possível. Se esta for a última grande versão do Windows, como alguns estão prevendo, então podemos supor que em algum momento no futuro todos estarão utilizando esta versão da plataforma em seus PCs.

10. A Microsoft está começando a entender seus usuários

Entre as novidades que merecem destaque no Windows 10 está também o Microsoft Edge, novo navegador que chegou para substituir o polêmico Internet Explorer, bem como a promessa de melhorar o desempenho do sistema mesmo em hardwares antigos e uma nova e melhorada loja de aplicativos.

O recurso Continuum, que adapta o sistema operacional a vários tamanhos de tela e dispositivos, também é uma grande promessa. Com ele, o usuário será capaz de usar o Windows Phone como um computador, por exemplo, alternando entre o conteúdo exibido na tela externa e no smartphone com a ajuda de acessórios.

Estes são bons exemplos de que a empresa de Redmond escutou as reclamações de seus consumidores ao longo dos anos e, finalmente, está atendendo pedidos antigos.

Continuum

Modo Continuum em ação (Imagem: Divulgação)

Se você está convencido de que chegou a hora de mudar para o Windows 10, confira nosso tutorial de como fazê-lo com segurança. No entanto, se você já se rendeu ao novo sistema operacional da Microsoft, veja 6 dicas para usar melhor o Menu Iniciar e a Barra de Tarefas.

Fonte: How to Geek