Windows 10 Mobile pode desaparecer até 2020, sugere IDC

Por Redação | 30 de Novembro de 2016 às 08h18

Já faz algum tempo que a empreitada da Microsoft no mundo mobile não vai bem das pernas. E parece que nem mesmo a chegada iminente de um Surface Phone será suficiente para tirar a empresa do buraco em que está enfiada. Pelo menos é isso o que sugere as mais recentes previsões da IDC.

Em um relatório divulgado nesta terça-feira (29), a consultoria aponta que até 2020 o Windows 10 Mobile terá praticamente desaparecido. Números de 2016 já mostram que o sistema operacional da Microsoft só está presente em 0,4% dos smartphones de todo o mundo, uma queda de 79,1% em relação a 2015. Até 2020, essa participação deve continuar minguando, com apenas 1 milhão de aparelhos com Windows 10 Mobile chegando ao mercado. Até lá, a participação do sistema no mercado mobile deve cair para abismais 0,1%.

Plataforma Envios em 2016 (milhões) Cota de mercado em 2016 Crescimento anual em 2016 Envios em 2020 (milhões) Cota de mercado em 2020 Crescimento anual em 2020
Android 1.228,8 85% 5,2% 1.464,7 85,6% 4,2%
iOS 206,1 14,3% -11% 243,6 14,2% 2,5%
Windows Phone 6,1 0,4% -79,1% 1 0,1% -19,3%
Outras 4,5 0,3% -50% 1 0,1% -7,3%
Total 1.445,4 100% 0,6% 1.710,3 100% 4,8%

Em contrapartida, Android e iOS devem conseguir manter seus números relativamente estáveis. A expectativa da IDC é que em 2017 vejamos o iOS ganhar fôlego após ver sua participação contrair 11% neste ano. Do ano que vem em diante, essa contração deve ser superada e o sistema da Apple deve voltar a um ponto de equilíbrio, mantendo sua participação em 14%, enquanto o Android deve dar conta de 85% do mercado.

Será que a chegada do Surface Phone será suficiente para fazer o Windows 10 Mobile levantar da cova e voltar à vida? Quanto esforço a Microsoft terá de empregar para se tornar um player relevante no mercado? São perguntas difíceis cujas respostas talvez só o tempo possa ser capaz de responder.

Via IDC, Pplware

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.