Executivo afirma que a Microsoft precisa de um smartphone equivalente ao Surface

Por Redação | 28.12.2015 às 11:02

A Microsoft ainda engatinha no mundo dos smartphones. Apesar de não ser uma novata neste mundo, a criadora do Windows passa longe de ameaçar o Android e o iOS, respectivamente o primeiro e o segundo sistemas operacionais portáteis mais usados do planeta. Enquanto o SO do Google reúne 81,2% do mercado mobile e o da Apple está em 15,8% dos aparelhos, a MS apresenta um número bastante tímido: somente 2,2%.

E qual a solução pra ampliar a sua participação? A unificação dos sistemas operacionais em todos os hardwares (PC, tablet e smartphone) e, na opinião do diretor de marketing da empresa, um smartphone capaz de causar um forte impacto nos usuários de produtos de outras companhias. Para isso, a Microsoft pode apostar em um “Surface Phone”.

“Com o [tablet] Surface, nós tivemos inúmeras falhas, mas demos a noção de que um tablet poderia substituir o seu laptop, a noção de dizer 'Ei, a Apple quer vender para você um iPad e um Mac, nós achamos que há um dispositivo que explora o meio termo entre estes dois”, comentou o diretor de marketing da empresa, Chris Capossela, em entrevista ao Twit.

“Nós precisamos de um equivalente espiritual para os telefones que não apenas pareça um telefone para quem ama o Windows”, continua. “Ele precisa ser aparelho do tipo 'Uau, é realmente chocante ou é um verdadeiro avanço, e (para um cliente da Apple) vai me fazer pensar antes de comprar meu 17º iPhone'. E nós precisamos de tempos para criar isso de fato”, complementa Capossela.

É lógico que não se trata de uma confirmação de que, em breve, algo como um “Surface Phone” estará nas prateleiras de lojas de todo o mundo. De qualquer forma, é um indício substancial de que a Microsoft está pensando em uma forma de ampliar a sua participação praticamente nula no mercado de smartphones e, em breve, algumas novidades a respeito disso podem vir de Redmond.

Fonte: Twit, GeekWire