Microsoft abandona Windows Phone e usará Windows 10 para todas as plataformas

Por Redação | 22.01.2015 às 15:22

A Microsoft está deixando claro que tentará começar uma nova era marcada pelo desenvolvimento da nova versão do Windows. Essa mudança passa por todas as plataformas e nomenclaturas adotadas pela empresa nos últimos anos. Obviamente que muitas permanecerão como estão, mas no caso da divisão móvel da companhia, as coisas devem mudar.

A empresa de Redmond finalmente encontrou um único nome para os seus principais produtos equipados com o Windows: o Windows 10. A próxima versão do sistema operacional mais popular do mundo será chamada pelo mesmo nome independente de onde ela for executada, seja em tablets, smartphones, notebooks ou desktops.

Responsável por implementar diversos modelos de seu sistema operacional de acordo com a utilidade e as diferenças técnicas de cada um, como o Windows RT 8.1 e o Windows Phone 7 Series, a Microsoft entendeu que para colocar seu desejo de criar uma plataforma uniforme para todos os tipos de dispositivos em prática, o nome precisa ser exatamente o mesmo. A companhia, inclusive, vem desenvolvendo um bom trabalho sobre a capacidade de elaborar aplicativos "universais" que possam ser executados em diversos formatos, seja nos smartphones ou nos desktops.

De acordo com o Verge, essa mudança significa que o nome Windows Phone está morto ou quase isso. Essa decisão não é totalmente inesperada, visto que a empresa não tem conseguido tornar o nome tão popular desde a criação do Series 7. No evento de apresentação do Windows 10 realizado nesta quarta-feira, foi possível notar que os executivos da empresa chamavam o sistema para dispositivos móveis de "Windows 10 para tablets e smartphones". No entanto, a expressão parecia ser para maior clareza do que formalidade.

Quando perguntado sobre se o nome oficial seria Windows Mobile, o CEO da Microsoft, Satya Nadella, disse, simplesmente: "É Windows 10".

Ainda não sabemos como será o Windows 10 em smartphones e tablets, ainda que a Microsoft tenha dado um pequeno vislumbre sobre isso em seu evento oficial. No entanto, segundo promessas da própria companhia, é esperado que ele apresente as menores diferenças possíveis da versão tradicional para a área de trabalho.

Fonte: http://www.theverge.com/2015/1/22/7869679/love-in-a-time-of-windows-10