Mi Band 3, da Xiaomi, identifica batimentos cardíacos em rolo de papel higiênico

Por Patrícia Gnipper | 10 de Outubro de 2018 às 16h30
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Mi Band 3

Ficha técnica

A confiabilidade do sistema de monitoramento cardíaco das pulseiras fitness acaba de ser colocada à prova — e falhou. Quer dizer, ao menos na Mi Band 3, da Xiaomi. Alguns modelos da pulseira estão com um problema neste sensor, e usuários estão relatando que até mesmo rolos de papel higiênico rendem contagem de batimentos cardíacos com o dispositivo.

A Mi Band 3 foi lançada em maio deste ano, atualizando a geração da Mi Band 2, que é sucesso de vendas, apesar de ter tido falhas similares. A ideia era que a Mi Band 3 corrigisse esses defeitos, mas, agora, a credibilidade do aparelho foi por água abaixo.

Essa leitura é feita por meio de um sensor equipado com um LED que ilumina os capilares de seu pulso, com o sensor, então, medindo a frequência da circulação do sangue. E depois de relatos de vários usuários em fóruns e redes sociais, o pessoal do Gizmochina decidiu fazer seus próprios testes, replicando o defeito com sucesso. De fato, o aparelho mostrou uma leitura de batimentos cardíacos em rolos de papel e lenços de seda.

Os especialistas do site, então, testaram o sendor da Mi Band 3 em um rolo de papel, com dois dos testes mostrando batimentos cardíacos, e apenas um dos aparelhos não mostrando nada — como deveria acontecer com todos. Parece, portanto, que a pulseira acaba captando vibrações minúsculas do papel, registrando-as como se fossem batimentos cardíacos. Abaixo, o vídeo com a prova do problema:

Vale ressaltar que esse defeito não é geral, acontecendo apenas com uma parcela de usuários. Contudo, é esperado que a Xiaomi se pronuncie, explicando se o problema está relacionado com hardware, ou se pode ser resolvido por meio de uma atualização de software.

Fonte: Gizmochina

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.