Análise | Honor Zero, uma pulseira inteligente ultraleve e resistente à água

Leonardo Pavini
Tudo sobre

Huawei

Depois daquele “boom” logo no lançamento, os relógios inteligentes deram uma certa sumida do mercado. Mas o último ano foi relativamente bom. Segundo dados da IDC, 115,4 milhões de dispositivos do tipo foram comercializados em 2017, um aumento de 7,7% em relação a 2016.

Dentre estes, ganharam espaço no mercado também as smartbands. A Honor Zero é um bom exemplo de modelo com funcionalidades básicas, visual discreto e estritamente voltada para práticas comuns.

Design e compatibilidade

Disponível em dois tamanhos (244,4 x 38 x 9,5 mm e 229,4 x 38 x 9,5 mm), a Honor Zero, também conhecida como Honor Band Z1, tem um design bastante peculiar. As pulseiras são bem suaves, os materiais emborrachados não incomodam e ela pesa somente 24 gramas (incluindo a pulseira).

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Já o corpo do relógio é muito legal. Trata-se de uma pequena peça arredondada que é uma espécie de mininavinha sem botão algum. O formato circular, entretanto, esconde um display OLED monocromático de 1,06 polegadas com resolução de 128 x 128 pixels. É um painel quadradinho no meio do corpo.

Foto: Leonardo Pavini/Canaltech

Além de não ter nenhum botão, a Honor Zero também não traz nenhum sensor de frequência cardíaca. Por outro lado, ele traz conexão Bluetooth 4.1 e certificação IP68. Para quem pratica esportes, ou mesmo para quem quer tomar banho sem tirar o relógio do pulso, o dispositivo aguenta tranquilamente o tranco.

Mas aqui vai um aviso: relógios arranham quando você raspa ele em paredes ou outros objetos. Isto é normal. Mas nós percebemos alguns arranhões leves na Zero que surgiram que nem o Mestre dos Magos: do nada!

O dispositivo é compatível tanto com Android quanto com iPhone. Para fazer o pareamento com o smartphone, é preciso baixar o aplicativo Huawei Wear e seguir as rápidas etapas para conectar ambos. Ainda no app, você consegue conferir dados do Huawei Health (outro app, porém voltado para saúde), adicionar alarmes, lembretes, atualizar a sua pulseira e gerenciar outras configurações.

Mas, prepare-se: este não é um dispositivo criado pensando no mercado brasileiro. Sendo assim, o idioma padrão será o chinês. Para utilizá-lo em inglês, no caso, a única solução rápida e viável que nós encontramos foi alterar o idioma do próprio smartphone conectado ao Zero.

Outra coisinha: você até pode atender ligações direto da pulseira, mas algumas funções, como a de capturar fotos (como botão para o obturador), só rolam em dispositivos iOS.

Usabilidade, bateria e conexões

Bom, a pulseira Honor Zero funciona bem para o que se propõe. Ela faz o monitoramento de suas atividades, calculando a quantidade de passos, distância percorrida, calorias queimadas e também pode monitorar o seu sono.

Foto: Leonardo Pavini/Canaltech.

Estes são alguns dos recursos básicos de quem quer ter uma pulseira/relógio inteligente para fazer o monitoramento, porém não quer gastar muito dinheiro para isso. A utilização por gestos também é incrivelmente simples, e, como existem poucos menus e opções, em questão de minutos você já compreende totalmente a interface.

Ah, claro, você pode escolher entre até sete mostradores. Todos eles são bem simples, mas com informações diretas, o que é bastante legal.

Uma das coisas mais bacanas da Honor Zero é que você acaba tendo um acessório simples, pequeno e que cumpre bem o seu papel. Quer dizer, vez ou outra o contador de passos pode dar uma bugada, mas a margem de erro, se comparada com outras pulseiras e relógios mais sofisticados, acaba não sendo grande.

Ela também pode exibir notificações dos seus aplicativos, e você pode gerenciar quais podem fazer isso dentro do aplicativo Huawei Wear. Se você é mais do tipo que só quer acompanhar suas atividades, dentro do Huawei Health há um espaço dedicado para você criar treinos personalizados.

Só que, apesar de ser uma pulseira simples e cheia de funções, ela tem bateria de 70 mAh. A Honor cita na caixa uma autonomia de 4 dias de uso, mas nós realmente só conseguimos um uso mais prolongado com o Bluetooth desligado.

Foto: Leonardo Pavini/Canaltech.

Aliás, o Bluetooth tem alcance bastante curto, diga-se de passagem. Se você deixar o smartphone numa sala e for para outra com o relógio, mesmo que a distância não seja longa, a conexão já se perde. É, o Wi-Fi ia ajudar pra caramba nessas horas...

Mas, voltando à bateria, a Zero costuma descarregar somente no terceiro dia de uso com a conexão desligada. Com o Bluetooth ligado, recebendo notificações e olhando a hora normalmente, você consegue uma autonomia de aproximadamente 36 horas.

A parte boa é que o conector para recarregar ela é bem simples, e não leva muito tempo. Em menos de 30 minutos, conectada na porta USB, a Zero já estará totalmente carregada.

O que achamos?

Em resumo, a Honor Zero cumpre muito bem o que lhe é proposto. Ela é leve, tem visual simples, é confortável e faz o monitoramento de suas atividades físicas numa boa. Além do mais, ela pode ser submersa por até 1 hora em água doce e tem uma interface muito, mas muito simples e funcional.

Dentro dela, a Honor colocou um processador Cortex M4 STM32F411 (100 MHz) com foco em eficiência energética, o que em tese ajudaria bastante a deixar o display dela sempre ligado. Isso não acontece, infelizmente, embora pudesse ser algo muito legal e que daria ainda mais utilidade ao dispositivo.

De qualquer forma, estamos falando de uma pulseira fitness que custa cerca de US$ 54, ou algo próximo aos R$ 200 se convertermos diretamente para a nossa moeda. Neste caso, para quem busca um produto do tipo, sem gastar muito e com funções legais, a Zero pode ser uma boa opção.

A Honor Zero pode ser encontrada na loja GearBest com um dos preços mais baixos da atualidade.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.