Google encerra vendas do Glass nesta segunda-feira, dia 19

Por Redação | 19 de Janeiro de 2015 às 13h06
photo_camera Divulgação

Esta segunda-feira (19) é o último dia para comprar o Google Glass caso você queira embarcar na onda da tecnologia vestível da companhia. É que está chegando ao fim o que a gigante das buscas chama de “primeira fase” do projeto, encerrando a comercialização de sua versão inicial e retornando à prancheta para o desenvolvimento de novas edições, que levarão em conta o feedback dos early adopters da tecnologia.

A mudança para os consumidores também se reflete internamente, dentro da própria companhia. De acordo com as informações do TechCrunch, o projeto do Glass deixa, agora, de ser uma das linhas de trabalho do Google X – o laboratório de Mountain View focado em inovação – para se tornar um setor propriamente dito, com sua própria equipe, diretores e desenvolvimento.

Mesmo assim, há quem diga que o fim das vendas do Google Glass, na verdade, é quase um enterro da tecnologia. Especialistas e analistas colocam dúvidas na real continuidade do projeto, afirmando que o hype inicial quanto ao produto não se refletiu quando ele efetivamente chegou às lojas. Prova disso seriam as dezenas de equipamentos sendo vendidas por alguns dos compradores iniciais, muitas vezes a preço de banana, um reflexo do que seria um fracasso do produto.

Em novembro do ano passado, veio também a informação de que os desenvolvedores de aplicativos para o Glass estariam perdendo o interesse pela plataforma, seguindo um movimento em que pelo menos seis executivos-chave do projeto teriam deixado o Google. A ideia geral é que a própria companhia não estaria mais colocando tanta fé assim na tecnologia.

Há quem diga, também, que o Google Glass pode acabar se distanciando de sua visão inicial, para o mercado consumidor, e acabe se tornando um produto dedicado ao mercado corporativo. Muitas empresas, incluindo a própria fabricante, vêm tendo bons resultados no uso do equipamento durante o cotidiano de trabalho e muitos produtores de software continuam desenvolvendo produtos para esse fim. Essa possibilidade, porém, ainda é incerta, assim como o futuro dos óculos inteligentes como um todo.

Por enquanto, o Google garante apenas que todas as versões do Glass continuarão funcionando normalmente. Por outro lado, novos apps e atualizações deixarão de ser lançados pelo menos até que o produto retorne às prateleiras em sua nova forma.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.