Google Glass pode ser o próximo iPhone, diz analista

Por Redação | 24 de Junho de 2013 às 07h00
Tudo sobre

Google

Apesar das diversas polêmicas que cercam o gadget, o Google Glass pode se tornar tão onipresente quanto o iPhone. Em breve, as pessoas podem ser vistas em atividades básicas diárias, como andar de metrô e ir ao supermercado, com os óculos de realidade aumentada no rosto.

Quem diz isso é a empresa de pesquisa e análise de tecnologia da informação Forrester, por meio de seu novo relatório intitulado 'Google Glass: o que os profissionais de marketing devem saber'. A empresa descobriu que 21,6 milhões de consumidores online nos Estados Unidos, o correspondente a 12% da população norte-americana, estão dispostos a usar os óculos do gigante da web. O relatório da Forrester contou com as respostas de mais de 4.600 adultos nos Estados Unidos em abril de 2013.

"Desde que o iPhone da Apple foi lançado em 2007, nenhum outro dispositivo de computação atraiu tanta atenção quanto o Google Glass", escreveu a analista da Forrester, Sarah Rotman, no relatório. "Nós não temos nenhuma dúvida de que, com o tempo, o Glass seja o próximo iPhone", completa.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A analista diz que metade das pessoas que querem colocar logo as mãos em seu próprio Google Glass é composta por jovens da geração Y ou Z, interessados em alta tecnologia e que pretendem usar os óculos para navegar na web, tirar fotos, gravar vídeos e ver informações sobre produtos ao seu redor.

Porém, a analista da Forrester acredita que a curta duração da bateria do Glass e a interface ainda limitada que os desenvolvedores devem utilizar para escrever aplicativos para o Glass (Mirror API) fazem com que o gadget seja limitado para o consumo de massa.

Como o Google ainda está trabalhando em melhorias e novos aplicativos enquanto o dispositivo ainda está em fase de desenvolvimento, Sarah acredita que os óculos podem se tornar a "próxima grande plataforma" quando finalizado. E você, concorda?

Leia também: Policiais do Rio de Janeiro devem testar Google Glass em suas operações

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.