Análise de Produto 324 / 354 vídeos

Monitor Dell Ultrafino de 27" S2718D [Análise / Review]

07:07 | 04 de Setembro de 2017

Na CES 2017, a Dell fez questão de apresentar o seu mais novo monitor de 27 polegadas, que segundo a empresa é o mais fino do mundo nesta categoria. Ele recebeu até mesmo o prêmio CES 2017 Innovation Awards durante a feira, trazendo boas tecnologias e um visual extremamente bonito.

Se você está à procura de um novo monitor pra lá de premium, confira agora a nossa análise do Dell Ultra-Fino de 27" - S2718D.

UMA NOVA CARA PARA O SEU SETUP

Se você é do tipo que se preocupa com a organização do seu escritório, ou mesmo da sua mesa de trabalho, esse monitor da Dell pode ser uma excelente opção. Olhando pela primeira vez você até o confunde com um computador all-in-one, mas é tudo culpa dessa base que, além de bonita, é relativamente pesada e funciona também como uma espécie de HUB.a

Dizemos isso porque o monitor da Dell dá um show de conectividade; você encontra uma porta HDMI 2.0, uma USB Type-C 3.1, uma para entrada fones de ouvido (3,5 mm / 2.0) e, por fim, duas USB 3.0. O legal é que você pode escolher entre usar a saída HDMI ou a Type-C, que também serve para carregar outros dispositivos e como fonte de alimentação para o monitor.

E, antes de partirmos de fato para o design dele, precisamos pontuar algumas coisas. Você não tem ajuste de altura e precisará se acostumar com a posição natural, e o suporte que já vem nele não pode ser solto. Esta é a única configuração, mas saiba que ele tem um ótimo ângulo de visão - 178º, segundo a fabricante - e pode ser inclinado (5º a 21º) e rotacionado (45º para os dois lados).

Outra coisa que talvez não seja tão legal: se você quiser usar o fone de ouvido plugado no monitor, dependendo da posição, o cabo pode atrapalhar e muito na digitação.

Mas, segue a vida, né? A Dell apostou firme no design deste monitor, que definitivamente é muito lindo. Praticamente tudo o que você tem aqui é alumínio e vidro, gritando para o mundo “olhem para mim” com as bordas frontais que são resumidas a linhas finas.

Existem outros 5 botões na base: o de energia e outros 4 de ação. Quando você aperta qualquer um, a tela exibe, logo acima de cada um dos botões, as informações de navegação. Confesso que não é um jeito muito rápido de ser compreendido, mas acaba sendo prático com o passar do tempo.

No mais, mesmo que a base jamais seja solta e faltem opções de ajuste de altura, o visual do monitor da Dell é incrivelmente bonito e premium, e isso não há como negar.


QUE DISPLAY, HEIN!

As 27 polegadas do Dell S2781D são compostas por um display LED, mas com painel IPS. Ele tem resolução QHD (2560 x 1440 a 60 Hz), e um dos grandes destaques é a tecnologia HDR que está presente nele. Isso realmente dá uma melhora em relação ao uso tradicional do monitor, deixando a experiência de uso mais imersiva com cores mais profundas e um bom nível de nitidez.

Outra coisa que também chama atenção é a definição das cores e dos detalhes. Quando você pega uma imagem em alta definição, percebe que não existem linhas borradas ou pixelizadas, logo você tem detalhes bem bonitos e cores precisas.

Os tons escuros são profundos, enquanto que os mais claros tendem a ser mais vibrantes, de fato. Com jogos o desempenho dele ainda é bacana, mas considere o aspecto 18:9 na hora que possivelmente perceber as faixas pretas que podem aparecer nos cantos. Outra coisa: o tempo de resposta dele, no modo rápido, é de 6 ms, porém normalmente é de 8 ms, o que também é bem rápido, mas não tãão eficiente quanto monitores projetados para a prática gamer.

Nos ajustes do monitor, a Dell já traz uma série de predefinições para diferentes situações. Lá você determina se ele vai trabalhar com cores mais frias, quentes, ativa e desativa o HDR para filmes e jogos; e, também, o ComfortView, que reduz as emissões de luz azul e permite uma melhor visualização para quando você precisar ficar muito tempo de frente para ele, ou mesmo durante à noite.

lMAGEM

O desempenho deste monitor com jogos não é um dos mais impressionantes, visto que existem monitores gamers com qualidade superior. No entanto, a relação de contraste desta criança é de 1000:1 (normal), 8 milhões:1 (DCR), então dá pra extrair uma experiência bem divertida com jogos, mas, principalmente, com filmes e vídeos.

Para quem edita imagens ou trabalha na edição de conteúdo em vídeo, o nível de detalhamento dele é bem propício. Para efeito de comparação, ele tem precisão de cores de 99% de sRGB.

Nos ajustes manuais, a Dell permite que você altere o brilho, contraste e as cores do display, ajustando de acordo com o tipo de uso que você precisa. O legal é que, para que exista a troca rápida entre os modos de imagem, você também pode definir os atalhos que aparecem para as teclas.

Mas, é claro, você também pode personalizar as cores do monitor no padrão RGB, opção esta que fica no finalzinho da lista dos modos de tela.


VALE A PENA?

Nos canais oficiais da Dell, este monitor pode ser encontrado por R$ 3.328, ou seja, é para quem realmente quer montar um setup elegante e respeitável. Se você juntou grana suficiente nesse tempo todo para investir em um monitor, a compra dele pode ser válida pelo simples fato de ser prático, bonito, eficiente e pelas portas de conexão, com destaque para a Type-C que pode ser o único cabo entre ele e o seu computador/notebook.

A falta de ajustes de altura e o HUB (ou a base) fixo pode ser um problema, pois você não pode utilizar outro ajuste no monitor. No mais, os gamers mais frenéticos poderão sentir falta de um tempo de resposta de 1ms, como em boa parte de monitores do tipo.

Isso, é claro, não elimina o fato de que este monitor consegue reproduzir ótimas imagens. Para uso profissional, definitivamente esta pode ser uma grande aposta.