Análise de Produto 386 / 437 vídeos

Huawei Honor 7X [Análise / Review]

11:35 | Por Wellington Arruda | 26 de Fevereiro de 2018
Tudo sobre

Huawei

Imagine que você tenha cerca de mil reais para comprar um novo smartphone, mas ainda não escolheu se pega um aqui no Brasil mesmo, ou se importa como fazem tantos outros. E ainda na mesma linha de raciocínio, você se vê preso entre comprar um aparelho mais simples por aqui, ou importar outro e esperar a chegada deles por algumas semanas.

Se você já passou por esse dilema e recentemente está de olho no Honor 7X, então se liga que nós temos algumas boas notícias sobre ele… mas também algumas nem tão boas assim.

O APARELHO

A Huawei fez uma jogada certa com o Honor 7X: deixou o smartphone simples e agradável o suficiente, mas ainda assim mantendo as tendências. Tanto que, se ninguém o avisar, é capaz de você imaginar que este é um smartphone topo de linha.

O design com cantos curvos em alumínio é um ponto interessante, e realmente este aparelho fica confortável quando é segurado com apenas uma das mãos - mesmo com aquela pequena sensação dele ser grande.

A Huawei também inclui uma capinha de proteção na caixa do produto, que fica como opção para quem não quer ver arranhões nem nada do tipo.

Os botões dele ficam em um lado, apenas, facilitando a alcançabilidade; e sim, o leitor de impressão digital fica aí mesmo nessa parte em baixo relevo da traseira - algo totalmente diferente das duas câmeras. De qualquer forma, a leitura biométrica no 7X é muito rápida e quase nunca falha, mesmo pegando só a ponta do dedo.

Esse acabamento fosco também deixa a cor do smartphone mais bacana. Essa que vocês estão vendo na análise é a azul, mas ele também é vendido nas cores preta e ouro. E mesmo resgatando boa parte do visual de 2017, o 7X chega com boa qualidade de construção, só que ele não curte muito entrar na água, então é bom evitar isso aí.

Mas, é óbvio, você também já deve ter sacado qual é o verdadeiro apelo visual desse smartphone, não é? Esses displays no formato 18:9 já entraram na moda, mas o que impressiona também é que ele tem uma relação de 82% de tela para o corpo. Isso é mais espaço de tela que o Pixel 2 XL!

DISPLAY E MULTIMÍDIA

Pois bem, nós estamos falando de uma tela com 6,93 polegadas (IPS LCD) de proporção grande. Nem todos os aplicativos são compatíveis com a tela cheia, mas o smartphone informa quando um app precisa ser esticado para caber em toda a tela.

É lá também que você pode ajustar a temperatura da cor, ativar o filtro de luz azul e fazer outros ajustes. E a propósito, na aba “Assistência inteligente” você encontra uma opção para reduzir a tela e alcançar melhor todos os pontos – o que não é uma tarefa tão fácil para quem tem mãos pequenas.

O Honor 7X não tem o display mais nítido, mas a resolução adotada faz um trabalho muito bom. A experiência nitidamente não é premium, mas é boa para um celular com brilho forte, mas também com baixos níveis.

As cores reproduzidas por esse painel são bonitas, sem tonalidades bizarras e ele tem bons ângulos de visão. Mas, por outro lado, o brilho automático normalmente demora um pouco para ser ajustado, então a intensidade dele pode variar de um jeito bem brusco.

Ainda assim, a tela do Honor 7X faz um bom para um aparelho de baixo custo. E esse negócio de deixar a tela ocupando a maior área do corpo dele deixa tudo ainda mais agradável.

Até aqui, tudo bem! Mas a saída de som do 7X fica somente no lado direito, ao lado do microfone para chamadas. É exatamente uma área que você pode cobrir com facilidade, e ele não tem uma qualidade tão satisfatória. Mas o volume tá lá em cima, então você consegue deixar ele na mesa e escutar um podcast de boa, por exemplo.

Mas, olha, ele tem suporte ao padrão DTS, então com fones de ouvido a experiência pode ser bem agradável.

ESPECIFICAÇÕES

·       Processador: HiSilicon Kirin 659 (octa-core - 16nm – 1,7 GHz);
·       GPU: Mali-T830MP2
·       Memória: 64 GB (~51 GB livres);
·       RAM: 4 GB;

O Honor 7X não pode se conectar a dois dispositivos ao mesmo tempo via Bluetooth, algo que não é possível na versão 4.1 que vem nele. Ele também não tem NFC, mas traz rádio FM, bússola e contador de passos, que já vem pré-definido como ativo no app Saúde, da Huawei.

USABILIDADE + DESEMPENHO

De um modo mais genérico, o Honor 7X repete as principais funções e recursos disponíveis em outros smartphones da companhia, porém os que custam mais caro. Um exemplo está na EMUI 5.1, que traz boa parte desses recursos, mas não os mais recentes.

Isso porque o Android que está instalado nele é o 7.0 Nougat. Mas, olha, a fabricante já anunciou que a versão 8.0 Oreo deve chegar no segundo trimestre deste ano para o modelo, então a EMUI 8.0 também vem no pacote.

Se você for um grande fã da interface da Huawei pelos recursos legais, incomoda ver que a quantidade de aplicativos e jogos pré-instalados é alta no 7X. Nós até entendemos o “Saúde”, app próprio da Huawei; mas sério que precisa de todos esses outros? Tem app pra caramba aqui, e não é nada divertido desinstalar eles.

Mas se você quer entender melhor quem é o Honor 7X, ele pode ser um competidor forte para o Moto G5S Plus, por exemplo. Um monte de jogos legais da Play Store, tipo Asphalt 8 e até o mais recente Tekken, rodam tranquilamente no smartphone.

Aí, no que é de se esperar de um smartphone intermediário, ele faz tudo muito bem. Mas se você por acaso forçar de mais o hardware, vai perceber algumas quedas de desempenho leves.

Não espere que o 7X seja, de fato, um mini monstro que vai rodar tudo com muita fluidez. Há fluidez e o smartphone trabalha bem com atividades mais comuns. No mais, é um hardware simples e funcional para bater de frente com outros modelos do mercado, mas sem se sobressair.

CÂMERAS

O Honor 7X pode não ter a IA ajudando na hora de fazer fotos, mas carrega dois sensores. Mas, veja bem, esse segundo sensor tem apenas 2 MP e não é usado diretamente para fazer as fotos. Na verdade, ele serve para captar mais informações durante as fotos com fundo desfocado, e também dá um certo impulso em cenários com baixa luz.

Ele segue nessa tendência de câmeras duplas para fotos com o “Modo Retrato”, e a principal tem 16 MP (f/2.2) com um único flash LED. Mas é interessante notarmos que a câmera frontal, com 8 MP, também pode fazer fotos com o mesmo desfoque. E, sério, a diferença entre eles, com esse modo, não é tão crucial assim.

Seja truque do software ou um hardware extra, a Huawei mostra que veio com força para o mercado de duas câmeras.

Se você busca um smartphone baratinho e com câmera boa, a experiência com o 7X vai ser bem ‘ok’. Isso porque, em muitos cenários, as fotos ficam com ruído e normalmente tendem aos tons mais frios. Mas há uma boa precisão de cores por aqui, principalmente com o HDR ligado. Para contornar esses problemas e melhorar as suas fotos, ainda tem como utilizar mais modos de câmera, como um modo manual, também.

Naturalmente, pelo que se cobra e pelo o que oferece, o 7X faz um trabalho bacana. Ele não vai ser o tipo de smartphone que vai fazer a foto mais bacana de primeira, com rapidez, mas é um dispositivo confiável para registrar momentos mais tranquilos, que não exigem uma espécie de quase DSLR no seu bolso.

AUTONOMIA MODERADA

Os 3.340 mAh de bateria do Honor 7X deixam ele um pouco mais imponente do que aparenta. Se você procura um aparelho que fique ligado o dia inteiro e sem dar tanto descanso assim para ele, talvez este modelo da Huawei seja indicado.

Em uso intenso, com tela ligada por cerca de 6 a 7 horas, o aparelho se manteve ligado por esse período de 24 horas numa boa. Estender o seu uso pode ser uma opção, também. A fabricante tem dois modos de economia de energia interessantes, mas que também podem limitar o desempenho dele.

Ele manda bem em uso real, mas com vídeos por streaming, brilho máximo e conectado apenas ao Wi-Fi, o smartphone da Huawei teve uma descarga média de 22% por hora. Bem diferente da estimativa para o uso do dia a dia.

E nós não comentamos antes, mas o queridinho aqui tem uma porta Micro USB 2.0, e não Tipo-C. E ele demora cerca de 2 horas e 30 minutos para devolver os 100% de energia, então não espere por uma espécie de carregamento ultrarrápido por aqui. O carregador dele tem 10W de potência.

VALE A PENA?

No fim das contas, o Honor 7X consegue ser bom em alguns aspectos e deixa a desejar em outro. Isso é normal, e ainda não temos uma fórmula perfeita para um smartphone que atenda esse mercado.

Mas, ainda assim, você terá um display grande, hardware ligeiramente potente, bateria que tem duração média e um belo design. Só que, na mesma medida, o software ainda precisa de alguns polimentos e a quantidade de apps pré-instalados incomoda. Mas ele é acessível, e faz de tudo para mostrar esse equilíbrio.

Apesar de não ser o smartphone mais baratinho e perfeito do mercado, a Huawei fez uma boa jogada com o Honor 7X. Ela fica na faixa dos US$ 250 - 300, o que, em conversão direta, dá menos de mil reais. Considere isso, mais os impostos, e então tenha em mãos um celular de entrada/intermediário mais barato do que qualquer outro do Brasil.

O único problema, mesmo, é que ele não é vendido de maneira oficial no nosso país, então a garantia já pode ser um grande problema.

Link para comprar o Honor 7x pelo menor preço: https://canalte.ch/honor-7x

Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Citadas no Vídeo