Análise de Produto 348 / 425 vídeos

5 motivos para você NÃO comprar o Quantum Sky

03:22 | Por Redação | 07 de Novembro de 2017

O Quantum Sky é uma das raras surpresas na indústria nacional, entregando muita memória RAM, muita memória interna e um visual bem acabado. Porém, ele sofre de alguns problemas e é sobre eles que falaremos neste vídeo. Estes são os cinco motivos para você não levar o Sky para casa.

PROCESSADOR DE 2015

É, o Helio P10 que equipa o Quantum Sky é bastante potente. Um octa-core de 2 GHz e que sabe lidar com o básico, mas ele foi lançado dois anos antes do Sky. Tempo o suficiente para o desenvolvimento de versões mais avançadas dos Helio na linha P, que entregam ainda mais poder de fogo e melhorias na eficiência energética. Algo que falaremos no próximo ponto.

BASTANTE BATERIA QUE ACABA RÁPIDO

São 4.010mAh de pura energia na bateria. Seria o suficiente para dois dias inteiros de uso, não fosse a fome por elétrons do processador. Ele tem a tecnologia Core Pilot, que desliga núcleos de forma independente, para economizar energia. Mesmo assim, durante a reprodução de vídeos em Full HD, lá no YouTube e no Wi-Fi, o consumo ficou em 18,5% por hora. Muito mais do que seus concorrentes. Todos eles.

FOTOS NOTURNAS SÃO RUINS

As fotos com boas condições de luz impressionam, mas o Sky sofre na hora de tirar boas imagens de noite. Sim, sabemos que aparelhos intermediários mais simples entregam menos, mas a quantidade de ruído visível em qualquer foto mais escura é grande. Grande e visível sem qualquer dificuldade. O modo noturno aumenta o brilho e melhora a visualização de conteúdo, mas não melhora o granulado. Apenas deixa tudo ainda mais visível.

PORTA USB PARECE USB-C, MAS NÃO É

O mundo já está andando para USB-C no formato do conector. Há uma série de melhorias no uso deste tipo de conector, com aplicações até mesmo em intermediários. Quando notei o formato desta porta no Sky, fique animado com um intermediário mais simples recebendo tamanha inovação. Mas, não. Olhando no fundo, você percebe as limitações da porta microUSB.

NÃO HÁ CARREGAMENTO RÁPIDO

Todos nós sabemos o terror que é passar muito tempo esperando para que o smartphone esteja minimamente seguro para durar o rolê todo, tirando fotos, filmando e publicando tudo em redes sociais. O Quantum Sky não ajuda e para sair de 0 e ir até 100% de energia, você precisa de mais de duas horas e meia de tomada. Muito acima de pouco mais de uma hora e vinte minutos que utilizam smartphones com carregamento rápido. E há intermediários com este recurso.

É, nem tudo é tão ruim assim. Para isso fizemos outro vídeo, com cinco motivos para você investir no Sky e levar o dispositivo para casa. É só clicar no link que está na descrição deste vídeo.

E aí, concordam com estes pontos negativos? Estão com outros em mente? Coloquem aqui na parte de comentários. Inscreva-se no canal do CanalTech, se você não fez isso ainda. E para tudo, absolutamente tudo sobre tecnologia, nós somos o Canaltech.com.br. Até a próxima!

Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.