LogMeIn, serviço de acesso remoto, deixará de ser gratuito

Por Redação | 22 de Janeiro de 2014 às 06h10
photo_camera Divulgação

O LogMeIn, serviço que permite acessar computadores remotamente, anunciou nesta terça-feira (21) que deixará de oferecer planos gratuitos a partir de hoje. Segundo o blog oficial da companhia, o objetivo é unificar seus serviços em uma única conta premium e focar o uso da ferramenta para o setor corporativo. O software esteve disponível de graça nos últimos dez anos.

A empresa afirma que enviou um comunicado aos usuários informando que eles têm até o dia 28 de janeiro para testar o serviço antes de migrar para os planos pagos. Assim que o internauta faz login pela primeira vez no LogMeIn Free, dá início ao período de uma semana para usar o sistema gratuitamente e, após esse prazo, caso não contrate um plano pago, não poderá mais acessar o programa. Ao que tudo indica, novos cadastrados também terão sete dias para experimentar a plataforma antes de decidir se irão assiná-la.

Contudo, o que mais chama atenção nessa mudança é o preço: de acordo com a companhia, quem já tinha cadastro no LogMeIn poderá contratar planos anuais com 50% de desconto, sendo eles de R$ 79 para dois computadores, R$ 189 para cinco PCs e R$ 439 para dez aparelhos. Estes valores são válidos apenas para o primeiro ano de assinatura; a partir do segundo ano, os preços dobram. Novos usuários também terão de pagar o dobro caso queiram usufruir do serviço.

Além de possuir recursos da versão gratuita, o LogMeIn Pro conta com funções adicionais, como impressão remota, transferência de arquivos e acesso através de desktops e aplicativos móveis equipados com iOS e Android. O internauta ainda pode acessar plataformas de armazenamento na nuvem - como o Cubby, da própria LogMeIn, que continuará de graça para todos os usuários.

Quem já usava o LogMeIn e está em busca de uma alternativa gratuita, a solução pode estar no TeamViewer. O programa possui basicamente os mesmos recursos de acesso remoto, mas, ao contrário do concorrente, não possui limite para cadastro de computadores. Você pode fazer o download no site oficial da ferramenta.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.