Efeito Netflix: TV paga perdeu mais de 100 mil assinantes em outubro

Por Redação | 07 de Dezembro de 2015 às 08h56
photo_camera Divulgação

Não é novidade que os serviços de vídeo sob demanda baseados em internet têm roubado uma fatia considerável de assinantes da TV paga. E os resultados dessas perdas foram ainda mais expressivos em outubro, quando o mercado de TV por assinatura perdeu 108 mil acessos na comparação com setembro. O número é ainda maior (255,7 mil) se comparado a outubro do ano passado.

De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), não é apenas o crescimento de plataformas como Netflix que contribuiu para essa queda nos acessos. A falta de investimentos e a piora na desaceleração econômica também foram fundamentais para reduzir a base de clientes.

O grupo Claro, da mexicana América Móvil, permaneceu na liderança do mercado, com participação de 52% e 10,08 milhões de acessos. O resultado representou uma queda de 45,8 mil assinaturas na comparação mensal. Um ano antes, o grupo tinha 10,42 milhões de clientes de TV paga, segundo os dados da agência.

Em segundo lugar ficou a operadora de TV via satélite Sky, com fatia de 28,25% e 5,47 milhões de acessos, baixa de 58,2 mil na mesma base de comparação. Em outubro de 2014, a operadora tinha 5,65 milhões de assinantes. Já em terceiro, com 9,5%, ficou a Telefônica Brasil, somando 1,83 milhão de assinaturas, adição de pouco mais de 1 mil acessos sobre setembro. A Oi, com fatia de 6,02%, aparece em seguida com 1,2 milhão de acessos, baixa de 1,8 mil assinaturas, mas acima do 1,12 milhão de outubro do ano passado.

A tecnologia que mais perdeu acessos entre setembro e outubro foi a de TV digital via satélite (DTH), cuja base teve 146,6 mil clientes a menos em outubro, totalizando 11,44 milhões clientes. Em bases anuais, a tecnologia perdeu 726,3 mil acessos.

Fonte: Reuters

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.