Análise: por que não veremos televisões Ultra HD (4K) tão cedo por ai

Por Pedro Cipoli

Quando vemos os preços das televisões 4K (ou Ultra HD, com resolução 3840x2160) ultrapassando a marca de R$ 40.000, temos a impressão de que este por si só já é o responsável pela baixa popularidade desses aparelhos. Mas a coisa não para por ai. Claro que um preço desses já é assustador, desencorajando até o bom brasileiro que costuma dividir tudo em quantas vezes puder, mas existem outros problemas que atrapalham a penetração dos modelos UHD.

Como qualquer nova tecnologia, os preços iniciais beiram ao insano. Há quem lembre os primeiros modelos de Plasma que chegaram ao Brasil por generosos R$ 30.000, e 2008 foi um ano em que quem quisesse seu televisor Full HD precisaria desembolsar pelo menos R$ 15.000. Na época nem havia conteúdo nessa qualidade o suficiente para justificar a compra (aliás até hoje ele ainda é raro). Somente no final de 2011 elas começaram a ficar populares, tanto pela maior oferta de conteúdo quanto pelos preços que tiveram uma queda bastante significativa.

Ultra HD

Só nessa argumentação, já podemos identificar dois problemas para os modelos 4K. Um deles é óbvio: não há oferta de conteúdo nessa qualidade e a promessa de que ele será ofertado aos montes em pouco tempo é puro marketing. Quem comprou um modelo HDTV ou 1080p nos últimos anos espera até hoje por transmissões padrão desse tipo (e não apenas em certos canais a um preço estratosférico). O outro é que quem já comprou um modelo high-end nos últimos anos dificilmente fará um novo upgrade.

O outro ponto é um pouco mais técnico, mas igualmente válido. Nos eventos de lançamento dos modelos de 84 polegadas UHD, realmente não pudemos ver os pixels a uma distância de 4 ou 5 metros, mas nem por isso vimos um nível de qualidade muito maior do que uma boa televisão Full HD para que justifique a troca. A transição de cerca de 55 polegadas para 84 é um passo enorme e muitas pessoas não possuem nem salas com espaço o suficiente para apreciar a tela maior.

Algo semelhante acontece com jogos. A geração atual de consoles, por padrão, suporta 720p (alguns, no máximo 1080p), e mesmo que a TV fique encarregada de fazer o upscaling para 2160p, o resultado dificilmente ficará bom. A próxima geração pode ser capaz de suportar essa resolução, mas nem o XBOX 720 nem o PlayStation 4 foram lançados, e tudo o que sabemos sobre eles são somente rumores por enquanto.

Ultra HD 2

Assim como está acontecendo com os computadores, qualquer modelo Full HD já é "bom o suficiente". Independentemente de marca e tamanho, muitos consumidores já estão satisfeitos com essa qualidade, e a televisão 4K não representa uma mudança tão drástica como a de uma imagem análogica para a digital. Quando se coloca um modelo UHD ao lado de uma 1080p, podemos sim reparar uma diferença, mas não é algo que seja decisivo em um filme, por exemplo.

Por último, há a questão da infraestrutura de televisão brasileira, uma das piores e mais caras de todo o mundo, conseguindo somente transmitir alguns canais em HDTV nas principais metrópoles do país. Se tomarmos como referência os 20 Mbps de que um arquivo RED's Ultra HD utilizado em demonstrações ocupa, ainda teremos que esperar vários e vários anos para que tenhamos um ou outro canal no formato, e o custo não será dos melhores.

Quem é o público-alvo dos modelos Ultra HD, então? A resposta é: entusiastas que fazem questão sempre do melhor, alguns profissionais de imagem e consumidores que possuem dinheiro sobrando e ficam satisfeitos em ter todo o conteúdo da TV gerado por upscaling, fora aqueles que são mitologicamente ricos, sendo que talvez nem essas condições instiguem vontade nessa parcela da população que já é pequena por definição.

Na melhor das hipóteses, daqui 5 ou 6 anos os aparelhos Ultra HD se tornarão o que o 3D é hoje: boa parte das televisões possui o suporte a ele, mas ninguém o considera um recurso decisivo e raramente o usa. Apenas é bom saber que ele está lá.

E você, usuário? Já viu um modelo Ultra HD? Conte-nos o que achou nos comentários!