Pesquisa: gadgets estão transformando a maneira como assistimos TV

Por Redação | 08.10.2013 às 09:05

Um pesquisa realizada pela Ericsson afirma que os dispositivos móveis mudaram os hábitos dos brasileiros na hora de assistir televisão. O ConsumerLab, área da empresa que estuda o comportamento do usuário, informa que 62% dos entrevistados acreditam que o modo tradicional de ver TV, com o horário determinado pelas emissoras, não faz mais parte do dia a dia. A instituição analisou o perfil do usuário global em relação aos seus hábitos de assistir TV e vídeo, com base em 15 mil entrevistas online e em 15 mercados diferentes, incluindo o Brasil.

A pesquisa identificou um aumento de 59% no uso do notebook para para ver TV ou vídeos fora de casa. Entre os tablets, o aumento foi de 39%, e nos smartphones, 8%. A TV mantém sua liderança quando o conteúdo é assistido dentro de casa (92%).

Cerca de 70% dos brasileiros consideram que o computador e a internet são partes naturais de seus hábitos e consumo de TV e vídeo. “É como se eles entendessem isso como algo que já está enraizado em seu dia a dia”, diz Júlia Casagrande, especialista da área de ConsumerLab da Ericsson no Brasil.

“Isso demonstra que telespectadores de todas as idades estão adotando hábitos diferentes dos tradicionais: não estão mais restritos a ficar sentados à frente da televisão esperando o horário de seu programa favorito começar. Os consumidores estão cada vez mais usando novos serviços para conseguir assistir seus programas favoritos em seu tempo livre, seguindo sua própria agenda”.

O estudo também identificou um crescimento no fenômeno chamado multitela, já que 68% disseram que querem ter acesso a todo o conteúdo de TV e vídeos em diversos dispositivos, o que significa poder assistir ao mesmo programa, por exemplo, em sua televisão, tablet e smartphone, como acontece em serviços de transmissão de vídeo via internet, como fazem as empresas Netflix (R$ 16,90 ao mês), Netmovies (R$ 18,90 ao mês) e Crackle (gratuito).