Netflix quer disponibilizar seu serviço em plataformas de TV a cabo

Por Redação | 14 de Outubro de 2013 às 12h26
TUDO SOBRE

Netflix

O Netflix está negociando com provedoras de TV a cabo nos Estados Unidos para tornar seu serviço de streaming de vídeo disponível como um aplicativo através de set-top boxes, de acordo com o Wall Street Journal.

Se o rumor for verdadeiro e se concretizar, pode marcar uma grande vitória para o Netflix, mostrando que o serviço cresceu tanto e ganhou tanta importância que não pode ser ignorado nem mesmo pelas operadoras de TV a cabo.

Na verdade, essa não seria a primeira vez que o Netflix alcança algo parecido. A empresa fechou há cerca de um mês um acordo com a operadora de TV a cabo Virgin Media, no Reino Unido. Por lá, os quase 4 milhões de clientes da Virgin Media já podem procurar por programas do Netflix no guia da TV assim como costumavam procurar por programas da grade de programação.

PECHINCHAS, CUPONS, COISAS GRÁTIS? Participe do nosso GRUPO DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Se para o Netflix é um bom negócio poder levar seu serviço para os milhões de consumidores de TV a cabo, para as operadoras também parece uma boa ideia evitar que seus clientes abandonem o serviço para migrarem para o Netflix, que é hoje uma alternativa bem mais barata.

Com a nova negociação, o Netflix estaria disponível nos set-top boxes disponibilizados pelas operadoras, o que significa que os usuários não precisariam ter uma TV conectada à internet para acessar o streaming de vídeos, eliminando a necessidade de intermediários como o Chromecast, consoles de games como PlayStation e Xbox ou a Apple TV.

Contudo, há um potencial obstáculo na negociação. O Netflix exige que as operadoras usem a tecnologia Open Connect, que foi desenvolvida para melhorar a entrega do streaming de vídeo. Com essa tecnologia, o Netflix poderia conectar servidores especiais diretamente na rede das operadoras. Segundo o WSJ, no entanto, a Comcast, a Time Warner Cable, AT&T e a Verizon Communications recusaram o pedido do Netflix, temendo que isso abrisse uma brecha para que outros serviços online exigissem o mesmo tratamento.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.