Ibope começa a medir audiência de TV gravada em Smart TVs

Por Redação | 30 de Setembro de 2014 às 17h15
photo_camera Divulgação

Já faz algum tempo que a audiência da televisão se fragmentou, com muita gente preferindo assistir a opções sob demanda ou gravando programas ao vivo para assistir depois. Sabendo disso, o Ibope resolveu se modernizar e, nesta terça-feira (30), começa a medir a audiência justamente deste último aspecto, por meio do sistema Time Shifted Viewing.

Como o nome já indica, o TSV vai mensurar a audiência de opções gravadas em Smart TVs e assistidas posteriormente, adicionando esses dados aos obtidos enquanto o show em questão estava sendo transmitido na programação. Assim, acredita o instituto, será possível ter uma noção mais próxima da real no que toca o número de espectadores e conhecer de forma mais exata a penetração desse tipo de recurso no Brasil.

Inicialmente, a medição será feita apenas no Rio de Janeiro e São Paulo, com os dados sendo disponibilizados às emissoras de TV. Contudo, conforme afirma o Ad News, a ideia é expandir o TSV para todas as outras localidades brasileiras no futuro e adicionar opções que também abranjam as opções de televisão sob demanda.

Mais do que isso, a ideia do Ibope é ampliar ainda mais seu portfólio nesse sentido, adicionando, em 2015, dados relativos à audiência em smartphones, tablets e computadores. O objetivo, aqui, é o mesmo: conhecer até que ponto tais equipamentos também são utilizados para assistir televisão e obter informações mais apuradas sobre os hábitos de quem deixou a TV ao vivo de lado para investir em ofertas sob demanda.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.