Durante a Copa do Mundo, TVs tiveram descontos de até 60%

Por Redação | 13.07.2014 às 16:55

Segundo análise realizada pelo Zoom, site que faz comparativos de preços e produtos, o consumidor que preferiu comprar a sua televisão durante a Copa do Mundo e não antes, conseguiu grandes descontos. Eles chegaram, em alguns casos, a 60%, com queda de preço em 164 modelos durante o mês de junho.

A televisão de Plasma de 60" da LG Full HD foi vendida durante a Copa com desconto de 60%. Em maio, o aparelho custava até R$ 2.832,29, enquanto que em junho, no mês da Copa, o modelo foi vendido por R$ 1.134,35, um diferente estonteante. Com a chegada da final do Mundial de futebol, o preço do televisor voltou a subir, ficando levemente mais barato do que em maio, R$ 2.727,12.

A Smart TV LG Ultra HD LED de 65" (4K) 3D, que custa, atualmente neste mês de julho, R$ 16.639,00, chegou a ser oferecida por R$ 9.999,00 no mês passado, um desconto equivalente a 33%.

Segundo a análise do Zoom, o que chamou a atenção foi a grande procura por alguns televisores específicos no mês da Copa. A TV LED 32" LG 3 HDMI obteve um crescimento na procura superior a 1200% em junho. Na segunda posição entre as mais procuradas, esteve a TV LED 32" LG 2 HDMI que registrou aumento de 425%. Outro modelo bastante procurado foi a TV LED 40" Semp Toshiba Full HD 3 HDMI, que em junho registrou aumento na procura de 267%.

Thiago Flores, diretor executivo do Zoom, afirmou que ainda poderiam haver mais descontos. "Os descontos dependem da estratégia de cada varejista. Alguns podem ter vendido algumas peças por um preço mais atraente. Alguns poderiam estar desovando estoques", declarou.

Contudo, para Flores, os modelos que não foram vendidos agora poderão ser liquidados em outras datas importantes para o varejo, como na Black Friday, que será realizada em novembro.

"Agora que o torneio está próximo de terminar, os preços estão oscilando. A tendência é que, em breve, surjam novas promoções", afirmou o executivo.

De acordo com dados da Eletros, associação de produtos eletroeletrônicos, a produção de televisores cresceu 43% entre os meses de janeiro e maio. Isso levará varejistas e fabricantes a decidirem em conjunto como queimarão os estoques nas próximas oportunidades. Até o final do ano, a expectativa é que sejam vendidos 16 milhões de televisores.