Ancine estuda maneiras para regular as reprises na TV paga

Por Redação | 09 de Agosto de 2013 às 14h00

A Ancine (Agência Nacional do Cinema) afirmou que vem estudando formas de regular o número de reprises de programas e filmes na TV paga, como informou a coluna Outro Canal de Keila Jimenez no jornal Folha de S. Paulo. O presidente do órgão, Manoel Rangel, afirmou que as operadoras estão abusando das reprises de um mesmo programa e a Ancine deve estabelecer limites.

Rangel afirma que o órgão tem recebido muitas reclamações dos assinantes com relação ao número excessivo de reprises nos canais pagos. Com base na nova lei da TV paga, os canais pagos estrangeiros têm que transmitir semanalmente duas horas e vinte minutos de conteúdo produzido no Brasil durante o horário nobre, enquanto os canais nacionais têm cota diária de três horas de conteúdo nacional em sua programação.

Ao implantar a nova lei da TV paga, o órgão não impôs nenhum limite para as reprises, o que acabou abrindo o pressuposto para que os canais completassem suas cotas com o mesmo filme ou programa. "Estamos ainda pensando como podemos regular as reprises", disse Manoel Rangel, que tem planos de abrir uma consulta pública sobre o assunto.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.