Como usar o PC sem gastar um centavo em software

Por Pedro Cipoli RSS

O custo de um computador novo é composto por muito mais do que somente o hardware, já que parte do preço final inclui não só a licença do Windows 7 ou 8, mas também o de vários outros programas pré-instalados. O pior é que muitas vezes acabamos não usando ou desinstalando esse software, mesmo que tenhamos pago por eles. Além desse custo, muitas vezes temos que comprar novas licenças para programas específicos, como é o caso do Microsoft Office, ou então usar serviços online que são "gratuitos", mas recheados de publicidade.

Porém, existem alternativas para quem deseja utilizar a máquina sem gastar um centavo em software ou sistemas operacionais e se incomoda em utilizar software pirata que pode colocar o sistema em risco. 

*Nota: selecionamos somente programas que funcionam nas três maiores plataformas atualmente, com versões para Windows, Linux e Mac OS X 

Suíte de escritório: LibreOffice e Lotus Symphony

Quando pensamos em uma suíte de escritório, a primeira opção que vem à cabeça é o Microsoft Office e seus usuários fiéis de longa data. Porém, quem pretende comprar uma licença completa terá que desembolsar nada mais nada menos do que R$ 1.079,00 - mais até do que a versão Pro do Windows 8, que após o término da promoção de lançamento, válida até 31 de janeiro de 2013, custa R$ 699,00.

Para quem precisa de uma suíte de escritório e não está disposto a fazer um investimento desse porte, existem duas excelentes opções: o LibreOffice fabricado pela The Document Foundation, e o Lotus Symphony da gigante IBM, que utiliza o LibreOffice como base. As funcionalidades de ambos são muito parecidas, e o usuário pode escolher com qual dos dois se dá melhor.

Libreoffice 4

Com o lançamento da versão 4 do LibreOffice a suíte está visivelmente mais rápida, com várias otimizações em seu código fonte. Porém, o programa ainda mantém o mesmo visual espartano de sempre, mesmo com o suporte a temas. O Lotus Symphony, por outro lado, é basicamente uma versão do LibreOffice com uma interface muito bem acabada, tendo até um navegador embutido.

Lotus Symphony

Edição de imagens: GIMP e Picasa

O Adobe Photoshop pode ser um dos programas de edição de imagens mais avançados e respeitados do mundo, mas a verdade é que muitas das edições que fazemos em nossas máquinas não necessitam da tanto poder de fogo. Para quem não está acostumado a utilizá-lo, o GIMP pode ser bastante assustador, com menus e ferramentas localizadas em lugares diferentes, mas nem por isso deixa de ser uma ferramenta poderosa.

Gimp

Uma outra alternativa é o Picasa do Google, que é mais um gerenciador de fotos do que um programa de edição. Não é uma das melhores opções que existe, mas vem com algumas ferramentas básicas para quem quer fazer alterações básicas em suas fotos e imagens.

Picasa

Navegador web: praticamente qualquer um, já que todos os browsers são gratuitos

Navegadores

Em um exemplo de concorrência bastante acirrada, praticamente todos os navegadores que temos atualmente são gratuitos e livres de anúncios. A questão, aqui, é definir com qual deles o usuário se dá melhor. Entre os mais famosos que funcionam em todas as plataformas, é possível escolher entre Google Chrome, Mozilla Firefox, Apple Safari e Opera, cada um com diferentes recursos, velocidade e suporte a plugins. Só não colocamos o Microsoft Internet Explorer na lista dos mais famosos porque ele só está disponível no Windows.

Para aqueles que estão cansados de utilizar os mais famosos, cada plataforma também oferece opções específicas e capazes de concorrer com os mais famosos, embora não sejam tão conhecidas. Como exemplos temos o Maxthon Cloud Browser (Windows e Mac), Seamonkey, fabricado também pela Mozilla (Windows, Linux e Mac) e Konqueror e Midori (Linux). 

Mecanismo de buscas: DuckDuckGo

Existe mecanismo de busca sem anúncios? Infelizmente não, já que esta forma de rentabilização é o que sustenta o desenvolvedor de cada um deles. O DuckDuckGo funciona através de anúncios como o Google ou o Bing, mas em uma quantidade muito menor e com um visual bastante minimalista, sendo uma boa opção para aqueles que não gostam de ficar separando conteúdo de propraganda nos resultados de busca.

Outra vantagem é que o DuckDuckGo não utiliza dados pessoais para retornar buscas, então uma pesquisa feita em qualquer sistema operacional ou navegador não será "viciada" com resultados que se adequam ao perfil do usuário, como acontece com os buscadores maiores.

DuckDuckGo

Gerenciador de e-mail: Thunderbird ou Evolution

Muitos utilizam um gerenciador de e-mails para organizar melhor suas mensagens, outros pela praticidade ou por não exibir publicidade. A primeira opção de muitas pessoas sempre foi o Outlook, que até alguns anos atrás não enfrentava grande concorrência por parte das soluções gratuitas nem em recursos, nem em interface.

Mas os similares evoluíram ao ponto de oferecerem uma infinidade de recursos, como chat e leitura de RSS, com interfaces bastante polidas. Este é o caso do Thunderbird, fabricado pela Mozilla, e o menos conhecido Evolution, ferramenta padrão de muitas distribuições Linux. Hoje, são soluções bastante maduras e capazes de competir com o Outlook de igual para igual.

Thunderbird

Sistema operacional: Linux

Em nosso artigo sobre Linux mostramos um pouco mais sobre as vantagens e desvantagens desse sistema operacional que é totalmente gratuito. Embora ainda tenha a fama de ser um sistema difícil de se utilizar, a verdade é que várias distros evoluíram ao ponto de o usuário não precisar fazer uso do terminal para nenhuma tarefa, além de automatizar boa parte da instalação e reconhecer qualquer tipo de hardware atumaticamente.

Embora a primeira distro que venha à cabeça da maioria seja o Ubuntu com a sua proposta de "Linux para seres humanos", a sua versão mais recente até o fechamento deste artigo (12.10) fazia uso de publicidade como forma de renda para a fabricante, e como estamos focados em um sistema completamente gratuito e sem publicidade, precisamos de uma alternativa que seja tão fácil de utilizar como ele. Por isso escolhemos o Linux Mint, distro que tem ganhado bastante atenção da comunidade de software livre por ser bastante amigável e elegante. A Cinnamon, interface gráfica, é cheia de efeitos e animações ao estilo do Mac OS X, sendo uma opção ideal para quem deseja estrear no universo Linux sem as dores de cabeça de muitas distribuições voltadas para usuários avançados, como o Debian.

Linux Mint

Programas adicionais

Com os itens acima já podemos fazer boa parte das tarefas do dia-a-dia no PC, mas muitas pessoas utilizam ferramentas específicas não só em casa, mas também no trabalho. Entre elas destacamos edição de áudio e vídeo, onde existem opções gratuitas para cada plataforma, como o Audacity (Windows, Mac e Linux) para quem trabalha com áudio ou o Cinelerra (Linux) para edição avançada de vídeos.

Software Audacity

Quem trabalha com programação também possui excelentes opções gratuitas em qualquer sistema operacional, como o Eclipse, Netbeans, CodeBlocks e assim por diante. 

Software grátis

Nosso objetivo aqui não é mostrar que software livre é melhor ou pior do que as soluções pagas, e sim mostrar que para a grande maioria das tarefas que fazemos em nossas máquinas não necessitamos de nenhum investimento, em especial para aqueles que não gostam de ter software pirata instalado na máquina.

Conhece um programa totalmente gratuito e que você não vive sem? Conte para nós!

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar