Vivo passa a dar suporte ao Apple Watch 4 com eSIM

Por Felipe Demartini | 29 de Março de 2019 às 11h24

A Vivo é mais uma operadora brasileira a dar suporte ao eSIM, permitindo o uso da conectividade celular nas séries 3 e 4 do Apple Watch. A novidade apareceu nesta semana em atualização do watchOS para versão 5.2 e foi confirmada pela empresa, que oferece planos de utilização que custam R$ 19,99 por mês. Quem fizer a adesão até o dia 20 de junho, entretanto, tem gratuidade pelos primeiros três meses.

Além de passar a dar suporte ao eSIM, o sistema de cartões virtuais usado pela Apple em seu relógio inteligente, a Vivo também anunciou que vai vender o produto em suas lojas. O produto fica disponível nas lojas da marca a partir desta sexta-feira (29), juntamente com os planos de conectividade, chamados de Vivo Sync, que poderão ser habilitados em lojas oficiais e revendedoras da operadora.

Entretanto, somente clientes dos planos Vivo Pós e Vivo Família poderão habilitar o recurso, com usuários de pacotes pré-pagos, Controle e outros, mais baratos, ficando de fora. Além disso, usuários de Apple Watches adquiridos nos Estados Unidos não poderão aderir ao pacote de conectividade, uma vez que os modelos não são compatíveis com as frequências de 3G e 4G utilizadas no Brasil. Aparelhos nacionais e homologados pela Anatel, claro, funcionarão normalmente (assim como os vendidos na Europa e Ásia, semelhantes aos daqui).

Além de ter o relógio em suas versões mais recentes, na versão GPS + Cellular, e um plano compatível, o uso do Vivo Sync também exige que o usuário tenha um iPhone 6 ou superior. Na sequência, basta parear os dois dispositivos e seguir até uma loja para habilitar o eSIM, o cartão virtual que é atrelado à conta original do usuário e permite que o relógio inteligente também esteja conectado.

Com o serviço, o Apple Watch passa a utilizar o mesmo número do cliente, mas deixa de exigir a proximidade com o iPhone para estar online. Sendo assim, é possível visualizar mensagens e notificações, usar a internet e atender chamadas em qualquer lugar, mesmo sem o smartphone por perto. Essa foi uma das grandes inovações trazidas pela Apple ainda na série 3 do Watch, tornando o relógio independente do celular.

Além da Vivo, a Claro também oferece o serviço no Brasil, mas, assim como a rival, apenas em planos ilimitados e mais caros. O valor na operadora concorrente é de R$ 29,90 por mês.

Fonte: Vivo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.