Vivo encerra a 'velocidade reduzida' e cobra mais de quem exceder a franquia

Por Redação | 06 de Novembro de 2014 às 16h02

Clientes pré-pago da Vivo no Rio Grande do Sul e em Minas Gerais serão os primeiros a utilizar a nova forma de cobrança da operadora que afeta a navegação na internet nos dispositivos móveis. A partir desta quinta-feira (6), assinantes da empresa nesses estados não terão mais a conexão reduzida após o fim da franquia, sendo que será necessário contratar um pacote adicional com mais megabytes (MB) para conseguir navegar.

O novo modelo já é empregado nos Estados Unidos e alguns países da Europa, e foi anunciado em diversos sites de tecnologia há algumas semanas. A Vivo é a primeira no país a adotar a mudança, que deve, em um segundo momento, ser estendida aos demais estados e posteriormente aos clientes pós-pago. As informações são do jornal Zero Hora.

Em nota, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) afirmou que já solicitou junto as operadoras mais informações sobre o assunto e que o tema está em análise. “A Agência acompanhará as mudanças implementadas na forma de cobrança para verificar o cumprimento de todos os itens da regulamentação”, afirmou.

Atualmente os clientes assinam uma franquia de megabytes da operadora e quando utilizam todos os MB da franquia continuam navegando gratuitamente, mas com a velocidade da conexão reduzida. Com o novo modelo, o usuário não terá mais conexão após o uso dos MB da franquia, apenas se contratar um novo pacote de dados. Com isso, se você assinar uma franquia de 100 MB, por exemplo, e usar toda a sua cota de conexão antes do final do mês, seu acesso à web será cortado até que você assine um pacote avulso ou espere pela fatura do próximo mês.

A mudança pode atingir também clientes da TIM e da Oi, mas apenas futuramente, uma vez que as empresas ainda estão estudando as novas regras e não informaram detalhes sobre o funcionamento ou implementação da alteração.

As três operadoras se manifestaram sobre o tema. Para a TIM, as mudanças na tarifação da internet móvel são uma manobra natural, mas a companhia não prevê ajustes imediatos. A Oi confirmou em nota que “considera o fim da velocidade reduzida”, enquanto a Claro afirmou que “está constantemente avaliando formas de oferecer aos seus clientes a melhor experiência em internet móvel”, mas não revelou se pretende fazer mudanças na tarifação de pacotes.

Para os clientes da Vivo que passarem pela mudança, a operadora vai oferecer um Pacote Vivo Internet Adicional 50 MB por R$ 2,99, válidos por sete dias, sendo que para contratar será necessário responder um SMS da operadora que vai informar o limite da franquia. Caso o usuário não queira comprar o pacote adicional, terá que aguardar a renovação do pacote que assina.

Para avisar aos clientes quando o pacote de dados estiver acabando, a Vivo mandará um SMS quando o uso atingir 80% da franquia e uma outra mensagem quando ela acabar. O usuário da operadora ainda pode consultar essas informações pelo site Meu Vivo ou por meio do aplicativo Meu Vivo, disponível para iOS e Android.

Fonte: http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2014/11/como-vai-funcionar-a-nova-forma-de-cobranca-da-internet-movel-4636333.html

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.