Veja o mapeamento da implementação do nono dígito no Brasil

Por Redação | 08.04.2015 às 13:08

No final deste ano, mais nove estados vão ter de incluir o nono dígito, um "9", à frente de números de telefones celulares. A alteração faz parte do processo da Anatel de padronização de marcação das chamadas, que deve incluir o nono dígito nos telefones celulares de todo o Brasil até 2016. Segundo a agência, o objetivo é aumentar a disponibilidade de números na telefonia celular.

No final deste ano, são os estados de Minas Gerais (DDDs 31, 32, 33, 34, 35, 37 e 38), Bahia (71, 73, 74, 75 e 77), Sergipe (79), Pernambuco (81 e 87), Alagoas (82), Paraíba (83), Rio Grande do Norte (84), Ceará (85 e 88) e Piauí (86 e 89) que vão ter seus números de telefone celular alterados com o acréscimo do "9".

Confira abaixo o mapa da Anatel com o cronograma completo de implementação do nono dígito até 2016:

Mapa do nono dígito

Em dezembro de 2016 serão alterados os números no Paraná (41, 42, 43, 44, 45 e 46), Santa Catarina (47, 48 e 49), Rio Grande do Sul (51, 53, 54 e 55), Distrito Federal (61), Goiás (62 e 64), Tocantins (63), Mato Grosso (65 e 66), Mato Grosso do Sul (67), Acre (68) e Rondônia (69).

Dígito a mais

A mudança afeta apenas os números de celular. Assim que o nono dígito for implementado, já vale para todas as ligações feitas para telefones móveis, independentemente se forem feitas de fixos ou celulares. SMSs e MMSs também não serão recebidos sem o nono dígito.

Existe ainda um período de adaptação em que as ligações feitas sem o novo número são completadas, mas após o prazo, determinado pela Anatel, as ligações não são mais aceitas. Antes disso, os usuários podem receber mensagens com orientações sobre o novo número.

As agendas dos smartphones devem ser alteradas manualmente, o que pode dar um certo trabalho. Porém, há uma série de aplicativos que acrescentam o "9" a todos os contatos do aparelho. Eles podem ser encontrados para Android e iOS.

Histórico do nono dígito

Os primeiros números que receberam o nono dígito foram os da região metropolitana de São Paulo, com DDD 11, em julho de 2012.

Desde então, a mudança chegou a todo o estado de São Paulo (DDDs 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18 e 19), em agosto de 2013, e aos estados do Rio de Janeiro (21, 22 e 24) e Espírito Santo (27 e 28), em outubro de 2013.

Em novembro do último ano foi a vez dos estados do Amapá (DDD 96), Amazonas (DDD 92 e 97), Maranhão (DDD 98 e 99), Pará (91, 93 e 94) e Roraima (95).