TIM fecha terceiro trimestre com alta nos lucros e segue otimista no mercado

Por Redação | 01 de Novembro de 2016 às 00h09
photo_camera Divulgação

A TIM acaba de divulgar seus resultados financeiros e operacionais referentes ao terceiro trimestre, e os números foram positivos. O relatório traz os frutos da nova gestão da tele, que conta com alta de mais de 14% no lucro líquido normalizado (R$ 200 milhões) e de 20% na receita inovativa (dados e conteúdo), se comparado ao mesmo período de 2015.

A operadora ampliou sua receita média por usuário (ARPU) na comparação anual, e pelo terceiro trimestre consecutivo. Mais da metade da base de clientes da empresa utiliza internet móvel, e os dados representaram 46% da receita líquida de serviços móveis no trimestre.

Outra boa notícia para a companhia é que ela mantém a liderança da cobertura 4G no Brasil e já alcança 746 cidades e 66% da população urbana. Também fechou o trimestre com quase 10 mil sites da tecnologia de quarta geração. Até o fim de 2016, a estimativa é cobrir mais de mil cidades com a rede 4G e 2,8 mil com a rede 3G.

"A TIM apresenta resultados consistentes neste terceiro trimestre, confirmando o percurso de evolução com inovação de ofertas, melhor monetização dos serviços de dados, maior foco no segmento pós-pago e continuidade na liderança do pré-pago. Para os próximos meses, esperamos manter a trajetória de crescimento das receitas e uma significativa performance operacional, com a permanente aplicação de uma cultura de eficiência e de foco no resultado em todas as atividades da companhia. Temos oportunidade de crescer ainda mais como empresa de dados, sobretudo com a expansão do 4G”, avalia Stefano De Angelis, CEO da TIM.

Na questão de usuários, a operadora registrou receita média por usuário (ARPU) total de R$ 18,40. De janeiro a setembro, a companhia atraiu quase 658 mil usuários para o pós-pago, levando o segmento a atingir mais de 22,5% da base, o maior nível em nove anos. Com as adições, o número total de linhas 4G chegou a 13,7 milhões, quase o triplo da quantidade registrada no terceiro trimestre de 2015.

Quanto à banda larga móvel, a empresa investiu em infraestrutura 4G no país. A perspectiva é expandir ainda mais o alcance do 3G e do 4G com o refarming do 1.800 MHz e a utilização da faixa de frequência de 700 MHz. Na comparação ano a ano, a companhia aumentou em 20% o número de sites conectados com fibra em todas as capitais do país. Atualmente, 53% dos dados são trafegados em aparelhos de quarta geração.

Vale dizer que neste último trimestre, a operadora deu continuidade ao seu Plano de Eficiência, que contou com redução de gastos de cerca de R$ 1,2 bilhão nos primeiros nove meses deste ano, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Com isso, a companhia reduziu em cerca de 13% os seus custos normalizados (OPEX), melhorando sua margem operacional e atingindo R$ 3,8 milhões em receita líquida total no fechamento deste trimestre.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.