Tecnologia nacional de 5G é demonstrada em Brasília

Por Redação | 31 de Agosto de 2017 às 20h19

Nesta quinta-feira (31), o Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel) realizou uma demonstração de tecnologia 5G inovadora criada no Brasil. O objetivo é criar um novo modelo de operação para as redes 5G, que permita o acesso à internet em áreas remotas com qualidade e custo acessível.

“Apesar da evolução tecnológica, a disponibilidade de acesso à Internet é farta apenas nos centros urbanos. Nas localidades rurais e nas regiões de baixa densidade populacional não há oferta desses serviços. Essas regiões são a última fronteira para tornar o acesso à Internet universal e o 5G pode ser a solução”, afirmou o professor Luciano Leonel Mendes, que coordena as pesquisas realizadas pelo Inatel.

A solução apresentada hoje foi desenvolvida pelo próprio Inatel e venceu, em junho, uma competição na Europa, como a solução mais flexível para redes 5G e contou com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Para driblar os problemas relacionados ao alto custo e baixo alcance das redes, o Inatel desenvolveu o único transceptor MIMO-GFDM Flexível do mundo. O GFDM reduz a interferência nos canais adjacentes em várias ordens de grandeza se comparada com as técnicas convencionais, conseguindo transmitir mais dados sem causar interferência em outros usuários, tendo múltiplos serviços dentro da mesma banda e uma diversidade de aplicações, que hoje não é possível com o 4G.

Foto: Divulgação / Inatel

Primeira demonstração

O evento no Auditório do MCTIC contou com a participação do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, do Secretário de Política de Informática, Maximiliano Martinhão, e da Secretária de Radiodifusão, Vanda Nogueira. Eles fizeram uma videoconferência utilizando a tecnologia 5G desenvolvida pelo Inatel e que foi instalada em dois prédios da Esplanada dos Ministérios.

“É mais um dos notáveis avanços do país em telecomunicações. Daqui a 30 anos, vamos nos recordar deste momento como nos lembramos do avanço do setor com as privatizações, 30 anos atrás”, disse o ministro Gilberto Kassab.

Videoconferência foi a primeira demonstração de uso da tecnologia nacional de 5G

De acordo com o Inatel, as pesquisas para criar essa tecnologia para a 5ª geração de comunicação móvel começaram há cerca de três anos e envolveram mais de 30 pesquisadores do Centro de Referência em Radiocomunicações (CRR) do Inatel.
“É um ato emblemático, e temos o que comemorar. Estamos, neste momento, realizando essa primeira transmissão para compartilhar com todos os brasileiros esse novo modelo de comunicação”, declarou Kassab.

A próxima etapa será um teste em campo real, que deve acontecer em meados de novembro, e a expectativa é que a solução de longo alcance esteja no mercado em 2022.

Fonte: Inatel e MCTIC

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.