Smartphones com 5G poderão ser fabricados a partir de 2018

Por Redação | 21 de Dezembro de 2017 às 12h12

As conexões 5G estão mais próximas do que você imagina. A 3GPP, organização que regula os padrões da tecnologia móvel em todo o mundo, anunciou nesta semana que chegou a um acordo em relação às primeiras especificações oficiais para a conexão, permitindo que fabricantes de equipamentos e celulares, além de operadoras, comecem a trabalhar com a novidade a partir de 2018.

A ideia do Non-Standalone 5G New Radio (ou NSA 5G NR, para quem curte siglas) é operar desde frequências mais baixas, na casa dos 600 ou 700 MHz, até as mais altas, de até 50 GHz, passando também pela banda de 3,5 GHz. Os detalhes sobre as especificações foram definidos em uma reunião do grupo em Lisboa, Portugal, e um relatório oficial sobre a tecnologia, com todos os detalhes, deve ser publicado até esta sexta-feira (22).

A chegada a um acordo foi comemorada pelos membros presentes na reunião e também por empresas do setor, que pressionavam a 3GPP pela celeridade dos trabalhos. Originalmente, a previsão de publicação de uma especificação era para o fim do primeiro semestre de 2018, mas tanto operadoras quanto fabricantes gostariam de ver padrões sendo encontrados antes disso.

Não se sabe se essa meta será cumprida, mas, pelo menos, a 3GPP cumpriu sua parte, entregando o conjunto de especificações antes do recesso de final do ano e permitindo que as companhias já entrem em 2018 olhando para a frente. Enquanto operadoras e fabricantes já iniciam os trabalhos, a organização continua atuando na arquitetura e capacidade das redes, além dos recursos disponíveis para o usuário e suas capacidades totais.

Entre as empresas que comemoraram a decisão está a AT&T, uma das principais operadoras de telefonia móvel dos Estados Unidos. A telecom agradeceu à 3GPP pelos esforços extras que levaram ao padrão e disse esperar que as fabricantes, principalmente de componentes, agora façam sua parte, entregando equipamentos compatíveis com o 5G em um prazo de seis meses.

As previsões mais otimistas indicam, inclusive, que aparelhos com a tecnologia podem estar nas prateleiras das lojas a tempo para a temporada de Natal de 2018. É uma visão bastante agressiva, principalmente quando se leva em conta o trabalho que ainda precisa ser feito na infraestrutura e padrões. As companhias do setor evitam falar em datas, mas fica claro o desejo por uma implementação rápida, algo que, logicamente, também implica em adoção mais veloz por parte dos utilizadores.

No Brasil, os primeiros testes com a tecnologia 5G começaram a acontecer em agosto deste ano. O foco dos experimentos iniciais é dar acessibilidade a regiões rurais e isoladas do país, onde nem os sinais de internet tradicional nem o 4G convencional chegam. O país também está na vanguarda do desenvolvimento da conexão móvel, contribuindo para os avanços ao lado de outros países.

Fonte: Fierce Wireless

Participe do nosso grupo de ofertas no Facebook e tenha acesso aos melhores descontos e cupons para você garantir sempre o menor preço em suas compras online.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.