Pesquisa sobre número de lares com sinal de TV Digital acontece até agosto

Por Redação | 25 de Junho de 2015 às 17h29
photo_camera Divulgação

Se a sua televisão é de um modelo antigo ou ainda não possui conversor digital, fique atento. Até o final deste ano, as primeiras cidades do Brasil começarão a ter o sinal analógico desligado para dar espaço à TV Digital. E o EAD, grupo responsável por essa transição, espera receber até agosto o primeiro relatório das casas que conseguem captar as transmissões na nova tecnologia.

Segundo a Empresa Administradora da Digitalização, a pesquisa terá início em Rio Verde (Goiás) e Brasília (Distrito Federal). No município goiano, o desligamento está previsto para 29 de novembro e, até lá, 93% dos domicílios, onde vivem 200 mil habitantes, precisam estar aptos para assistir televisão mesmo que os sinais analógicos sejam desativados. Como nem todo mundo possui televisores com conversor integrado ou ainda não adquiriu um conversor separadamente, a ideia do Grupo de Implantação da Digitalização (Gired) é realizar estudos até a véspera do desligamento, uma vez que ele só poderá acontecer se o percentual de 93% for atingido.

O problema é que o número de lares aptos para receber o sinal de digital ainda está muito longe do que era esperado pelo governo. Segundo dados recentes do IBGE, apenas 31,2% das casas do país estão prontas — isso sem levar em consideração que boa parte das pessoas não sabe dizer com certeza (ou acaba se confundindo) se seus aparelhos de TV já têm o conversor instalado. Emissoras de televisão também fizeram pesquisas para tentar medir isso mais claramente. Além de perguntar se a residência tinha TV Digital, também entraram nos lares para conferir.

A partir de agosto, quando a EAD começa a realizar as pesquisas em Rio Verde e Brasília, será veiculada uma nova campanha publicitária para convencer os brasileiros a adquirirem novas TVs ou conversores para seus dispositivos atuais. Paralelamente, haverá distribuição de conversores para cidadãos do programa Bolsa Família, mas a entidade deve ter só no final de julho uma ideia mais clara de quantas pessoas vão receber o aparelho.

Entenda como vai funcionar o desligamento analógico

Conforme publicado no Diário Oficial da União pelo Ministério das Comunicações, a desativação do sistema de TV analógico no país está programada para abril de 2016 e deve terminar em novembro de 2018. Um primeiro teste piloto será realizado no município de Rio Verde, em novembro de 2015.

O programa piloto é o chamado "switch off", termo em inglês que significa o desligamento do sistema analógico, e funciona justamente para preparar as demais cidades para a desativação do sinal, que ocorrerá de forma gradativa. Em 2016, o programa de encerramento da TV analógica chegará em grandes metrópoles, como São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. No ano seguinte, será a vez das capitais do Sul e do Nordeste do país, além das cidades do interior de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Nessa "primeira fase", o sinal analógico será desligado para cerca de 60% da população brasileira. Posteriormente, em 25 de novembro de 2018, terá início a última etapa do switch off, quando todas as outras capitais e cidades do país terão o sinal desativado. Lembrando mais uma vez: o sinal analógico só será desativado quando pelo menos 93% dos lares do município estiverem aptos a receber o sinal digital. Isso significa que muitas cidades podem continuar com o sinal analógico até que as exigências mínimas sejam cumpridas.

De acordo com o governo, o desligamento da TV analógica no Brasil seguirá o seguinte cronograma (que também pode sofrer alterações):

  • 29 de novembro de 2015: Piloto - Rio Verde (GO)
  • 03 de abril de 2016: Brasília
  • 15 de maio de 2016: São Paulo
  • 26 de junho de 2016: Belo Horizonte
  • 28 de agosto de 2016: Goiânia
  • 27 de novembro de 2016: Rio de Janeiro
  • 25 de junho de 2017: Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre
  • 30 de julho de 2017: Salvador, Fortaleza e Recife
  • 27 de agosto de 2017: Campinas e Ribeirão Preto
  • 24 de setembro de 2017: Vale do Paraíba e Santos
  • 29 de outubro de 2017: Interior do RJ e Vitória
  • 26 de novembro de 2017: São José do Rio Preto, Bauru e Presidente Prudente
  • 1º de julho de 2018: Manaus, Belém e São Luís
  • 29 de julho de 2018: Natal, João Pessoa, Maceió, Aracaju e Teresina
  • 26 de agosto de 2018: Campo Grande, Cuiabá e Palmas
  • 25 de novembro de 2018: Porto Velho, Macapá, Rio Branco, Boa Vista e demais cidades

Fonte: Convergência Digital

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!