Pesquisa da Anatel mostra falha na qualidade da banda larga no Brasil

Por Redação | 15 de Junho de 2015 às 11h33
photo_camera Divulgação

Uma medição da Anatel, divulgada na última sexta-feira (12), mostrou que a banda larga esteve deficiente na maioria dos estados brasileiros durante os três primeiros meses de 2015.

No primeiro trimestre deste ano, a TIM foi a companhia que apresentou o maior número de estados com velocidades abaixo da exigência da Agência Nacional de Telecomunicações. Em segundo lugar ficou a Oi, que também lidera o ranking de deficiência de internet fixa na maioria dos estados, com exceção de São Paulo.

A única empresa que não apresentou deficiências foi a Nextel que, porém, não opera em tantos estados quanto as suas concorrentes. A Vivo e a Claro foram as operadoras que menos apresentaram falhas. A Algar e a Sercomtel tiveram problemas em todos os estados em que atuam. Em relação à banda larga fixa, a Oi e a GVT superaram a NET em deficiência do seu serviço.

O levantamento da Anatel também mostra que no mês de janeiro a velocidade de conexão banda larga da TIM ficou abaixo da exigida em 14 estados, da Oi em nove, da Vivo em cinco e, da Claro, em apenas em um. A operadora Algar apontou deficiência em dois estados. Em relação à banda larga fixa, a Oi apontou velocidade menor do que a exigência da Anatel em 14 estados. A GVT apresentou falha em cinco e a NET em dois. A Vivo e a Algar, em apenas um estado cada.

Já em fevereiro, a TIM apresentou uma pequena melhora, caindo para 12 estados com conexões ruins. A Oi falhou em dez estados e a Vivo em quatro. As operadoras Claro, Algar e Sercomtel mostraram deficiência em um estado cada. Na banda larga fixa, a Oi falhou em 12 estados, a GVT em quatro, a NET em dois e a Vivo e a Algar, em um estado cada.

Em março, a TIM piorou a sua performance, atingindo falha na conexão móvel em 16 estados. A Oi não atingiu o mínimo exigido pela Anatel em oito estados, a Algar em quatro, a Claro em três, a Vivo em dois e a Sercomtel em um. Já na banda larga fixa, o serviço da Oi deixou a desejar em 16 estados, a NET em quatro, a GVT em três, e a Algar e a Vivo falharam apenas em São Paulo.

A medição foi feita em conexões de voluntários escolhidos inscritos pelo site Brasil Banda Larga. A Anatel fez o levantamento a partir de dados registrados em medidores instalados nas casas desses voluntários em 26 estados. Para fazer a medição das conexões móveis foram usados medidores instalados em colégios atendidos pelo Projeto Banda Larga nas Escolas Públicas Urbanas.

Fonte: Mobile Time

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.