Oi reporta prejuízo líquido de R$ 7,1 bilhões em 2016

Por Redação | 23 de Março de 2017 às 10h15

Afundada em dívidas e passando por uma crise financeiro sem precedentes, a Oi divulgou nesta quarta-feira (22) os resultados financeiros referentes a 2016. E os números mostram que nem tão cedo a operadora de telefonia deve sair do atoleiro, já que foi registrado um prejuízo financeiro de R$ 7,1 bilhões no período.

O rombo é maior que o reportado em 2015, quando a telecom divulgou saldo negativo de R$ 6,6 bilhões. A derrocada das contas também foi sentida no balanço do quarto trimestre do ano passado, quando houve um prejuízo de R$ 3,3 bilhões -- 29,8% maior que em relação ao mesmo período do ano passado.

Explicando o que impactou o resultado anual, a empresa disse houve uma baixa contábil de R$ 2,8 bilhões referente a créditos tributários sobre prejuízo fiscal, um reflexo das estimativas de resultado tributário do plano de recuperação judicial da empresa.

A receita líquida da Oi também ficou no vermelho no último trimestre do ano, caindo 5,7% no comparativo ano a ano, para R$ 6,32 bilhões. Segundo a empresa, a queda ocorreu em função do corte das tarifas de interconexão e de ligações fixo-móvel e a uma redução na base de clientes devido à recessão econômica do Brasil.

Atualmente a Oi está com uma dívida de cerca de R$ 65 bilhões e em processo de recuperação judicial -- o maior da história do país. Para sair do buraco, a companhia está aberta a propostas de credores e ofertando a emissão de R$ 2,8 bilhões em bônus para credores de classe 3 com conversão, além de R$ 3,9 bilhões em bônus conversível.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.