Oi admite que suas dívidas já somam quase R$ 64 bilhões

Por Redação | 19 de Maio de 2017 às 14h01
photo_camera Divulgação

De acordo com uma nova lista que foi apresentada à 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, a Oi reconheceu que suas dívidas já somam R$ 63,95 bilhões. Foram listados mais de 55 mil credores, sendo que apenas nove grupos concentram quase 90% do total de dívidas da operadora de telefonia.

Entre eles, estão o NY Mellon e o Citigroup, para quem a Oi deve R$ 32,3 bilhões em títulos. Na sequência vem a Anatel, que, sozinha, está cobrando R$ 11 bi em multas que a operadora não quitou. Depois vem o Banco do Brasil, BNDES, Caixa e Itaú, somando mais R$ 10,5 bi. Encerrando a lista, aparecem o China Development Bank, que cobra R$ 2,2 bi e o BNP Paribas, para quem a Oi deve R$ 1 bilhão.

O restante do valor fica por conta de dívidas com o Bradesco, Votorantim, Crédit Agricole, entre outros, além de dívidas trabalhistas de R$ 912 milhões e pendências com microempresas, que representam R$ 68 milhões. A operadora ainda deve R$ 138 milhões para a Nokia Siemens, R$ 58 mi para a Huawei e R$ 31 milhões para Ericsson.

A nova lista pode ser contestada em até 30 dias, e a 7ª Vara Empresarial do RJ prorrogou por mais 180 dias a suspensão das cobranças contra a Oi.

Fonte: Convergência Digital

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.