Nextel vai desligar rede de rádio e lançar iPhone no Brasil

Por Redação | 31 de Janeiro de 2014 às 12h53

A Nextel está prestes a desligar seu tradicional serviço de rádio. Essa é a apenas a primeira de uma série de mudanças pelas quais a empresa vai passar no futuro próximo, que envolve também o lançamento do iPhone e a implantação de uma rede de internet 4G para servirem aos aparelhos da operadora.

Além disso, a controladora da Nextel, NHI Holdings, firmou acordo com a Telefônica para uso das redes 3G da Vivo no Brasil e da Movistar, no México, além de habilitar o roaming de dados entre os países e também com os Estados Unidos, onde os aparelhos passam a funcionar pela AT&T. Com isso, a operadora passa de 300 cidades com serviço de internet para cerca de 3,1 mil e tem a expectativa de aumentar sua participação nesse segmento, que hoje é de apenas 0,12%.

Mas a grande mudança mesmo será a extinção do serviço iDEN, que permitia a comunicação Push to Talk (PTT) – o famoso “rádio”. Segundo George Dolce, vice-presidente de marketing da Nextel, essa tecnologia já atingiu seu estado máximo e, agora, a evolução é possível com uso das redes 3G. A declaração foi publicada pelo jornal Valor Econômico.

A mudança, porém, não significa que a Nextel vai ficar sem uma de suas principais tradições. Com a ampliação das redes 3G e sua nova rede 4G – que começará a ser instalada no Rio de Janeiro –, a empresa lançará um aplicativo que fará as vezes do PTT. Chamado de Prip, uma referência ao som emitido pelos aparelhos atuais, o software será lançado ainda no primeiro trimestre de 2014 para Android e iOS.

Para garantir uma transição tranquila, a Nextel diz ter investido US$ 900 milhões em sua rede 3G nos últimos dois anos, mais um montante não revelado na implementação do 4G. Agora, a empresa espera que seus usuários migrem para o Prip e possibilitem o desligamento do iDEN, algo que deve acontecer nos próximos anos. O desenvolvimento continua nas mãos da Motorola, que já era a fornecedora original da tecnologia.

Nova oferta

Preparando sua entrada definitiva no mundo dos smartphones, a Nextel tem o iPhone como seu carro-chefe. A empresa firmou um acordo de três anos com a Apple que prevê, entre outras coisas, a prática de preços competitivos no mercado. Atrelado a planos pós-pagos, o aparelho chega ao Brasil custando R$ 999 e em três versões diferentes.

O iPhone 4S, por exemplo, sai por esse valor atrelado a um plano de 300 minutos e 3 GB de franquia de internet, que custa R$ 99 por mês. Já o 5C tem mensalidade de R$ 199 com 500 minutos e 5 GB. Por último, o 5S chega com uma conta de R$ 299 mensais, 2,5 mil minutos e 10 GB.

A oferta já mostrou seus resultados entre a base de clientes. De acordo com Dolce, um site criado pela Nextel para que seus consumidores registrem a intenção de adquirir um iPhone da operadora ultrapassou as 10 mil adesões em pouco tempo, mostrando que os consumidores estão dispostos a evoluir com a empresa e adquirir aparelhos mais avançados.

O iPhone da Nextel foi lançado no mercado nesta sexta-feira (31). Nos Estados Unidos, a Nextel já opera sem sua rede iDEN, que foi desligada em junho de 2013, e é uma subsidiária da Sprint.

Fonte: Valor Econômico

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!