Integração das redes de telecomunicações do Brasil e Peru é autorizada

Por Redação | 19.06.2017 às 15:02
photo_camera Veja

Cidades localizadas entre as fronteiras do Brasil e Peru terão uma rede de telecomunicações integrada. O acordo em questão, assinado em 2013, foi autorizado pelo Senado Federal e divulgado nesta última sexta-feira (16).

Trata-se do Decreto Legislativo 87/2017, que prevê que as chamadas telefônicas realizadas entre as cidades de fronteiras dos dois países sejam tarifadas como ligações locais.

Inicialmente, o projeto será implantado apenas na cidade brasileira de Assis Brasil e, do lado peruano, nos distritos de Iñapari e Iberia.

O principal objetivo da operação é evitar o "roaming inadvertido", que ocorre devido à proximidade das antenas de rede móvel nos dois países, gerando cobrança de roaming internacional mesmo se a pessoa não estiver fora de sua cidade, além de causar constantes de interferências no sinal, prejudicando consideravelmente a qualidade das chamadas telefônicas realizadas na região.

A expansão do modelo está prevista para outras regiões da fronteira e alguns países da América do Sul, que serão colocadas em prática com base nos resultados nos testes realizados nas primeiras cidades. Negociações para o estabelecimento de acordos semelhantes já ocorrem entre a Argentina, o Uruguai e o Paraguai.

Os grandes responsáveis pela supervisão do acordo são as duas agências reguladoras do Brasil e do Peru: a Anatel e o Osiptel (Organismo Supervisor de Inversión Privada em Telecomunicaciones). Será formado também um Comitê de Coordenação Técnica, cujo objetivo é definir os protocolos técnicos envolvidos na integração das redes.

Via: Teletime