Governo tomará decisão sobre os próximos passos do desligamento analógico

Por Redação | 14 de Novembro de 2015 às 16h00
photo_camera Foto: Reprodução

Na última quinta-feira (12), durante a reunião do Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired), foi frisado que o Ministério das Comunicações tomará as decisões referentes aos próximos passos do cronograma de desligamento analógico no Brasil. Visto que as emissoras de televisão e as teles móveis não chegaram a um acordo, o governo emitirá uma Portaria até o final do mês.

Como adiantou o ministro André Figueiredo, diante da falta de preparação suficiente, o desligamento dos sinais analógicos programado para a cidade de Rio Verde/GO, primeira cidade do cronograma, não será mais no dia 29 deste mês, mas será adiado por 60 dias.

"Talvez mesmo depois desses 60 dias ainda não tenhamos os 93%. Mas vamos mudar a medição", revelou Figueiredo. Uma nova pesquisa sobre a preparação da cidade de Rio Verde será apresentada na próxima semana ao Gired, dia 25 ao GT de comunicação e debatida no dia 27, na reunião do grupo. O estudo trará mudanças na metodologia que devem aumentar significativamente o percentual de lares preparados. A meta do governo é de 93%.

Segundo o coordenador do Gired e conselheiro da Anatel, Rodrigo Zerbone, haverá "uma solução específica para Rio Verde, mas continuamos avaliando a proposta de radiofusão de ajuste no cronograma". Com os fatos, as emissoras de televisão levaram uma nova sugestão: a inclusão de uma "tela preta" entre a programação normal das emissoras e os intervalos comerciais. Já que "não é uma inserção dentro da programação a ponto de incomodar o espectador e fazê-lo buscar uma solução, a própria radiofusão vai aperfeiçoar a proposta", disse Zerbone.

Fonte: Convergência Digital

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=41124&sid=8

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.