Telecom: América Latina terá 1000 canais em HD e 50 em 4K até 2022

Por Redação | 15 de Julho de 2015 às 13h04

Uma análise de mercado da SES, operadora líder mundial de satélites, estima que a América Latina terá cerca de 1000 canais em HD e 50 em Ultra HD (4K), até 2022. O estudo também prevê que, até 2018, o mercado de televisão paga tradicional pode chegar a 53% da região, que atualmente é de 40%, e o DTH (direct to home) deve aumentar de 50% para 55%.

Rubens Vituli, Diretor de Vendas para a América Latina da SES, disse em apresentação no Brasil que, atualmente, a região possui 315 canais em alta definição e que o crescimento estimado é de 13% ao ano entre 2016 e 2022. “O crescimento do mercado de TV paga na América Latina ocorre principalmente pelo aumento da demanda dos jovens por acesso a conteúdo premium e o crescimento da renda per capita da região. Por isso, o papel da SES neste contexto é fundamental para certificar que as melhores condições serão entregues aos consumidores”, afirma.

Vituli acredita que outro fator para o aumento da capacidade e do número de canais é a realização de eventos esportivos na região, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. Mesmo sendo temporários, os eventos de esporte trazem uma alta na demanda que fortalece a importância da transmissão via satélite e justifica, em alguns casos, o investimento dos clientes em novos equipamentos e, consequentemente, a contratação de novos serviços no futuro.

“Os satélites são a forma mais confiável de se alcançar audiência em nível nacional, regional e até mesmo mundial. E a nova demanda de conteúdo e qualidade aquece o mercado, pois a distribuição via satélite é mais econômica e segura para entregar o mesmo conteúdo em grande escala”, comenta o executivo.

A SES ainda prevê para o segundo semestre de 2016 o lançamento do satélite SES-10 na posição orbital 67º Oeste, que vai substituir os atuais AMC-3 e AMC-4. Em 2017, o SES-14 será lançado para ocupar a posição brasileira 47,5/48º Oeste. A companhia também vem trabalhando em parceria com grandes fabricantes de equipamentos para desenvolver tecnologias para melhorar a qualidade dos conteúdos digitais e viabilizar os projetos dos clientes de maneira econômica.

Na América Latina, atualmente, a SES disponibiliza onze satélites, entre o NSS-806, SES-6 e SES-4 na América do Sul, e o AMC-3 e AMC-4 para a América Central, Caribe e México.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.