Ericsson prevê 1 bilhão de assinaturas de 5G até 2023

Por Redação | 29 de Novembro de 2017 às 08h10

De acordo com a edição de novembro do relatório Ericsson Mobility Report, até o ano de 2023 haverá 1 bilhão de assinaturas da quinta geração de internet móvel. A expectativa é que o 5G cubra mais de 20% da população global no período de seis anos, começando pelas áreas urbanas, enquanto o LTE será a tecnologia mobile dominante até o final de 2017.

Espera-se que as primeiras redes comerciais do 5G comecem a funcionar em 2019, com o ano seguinte sendo marcado pelas grandes implantações. Implementações antecipadas estão previstas para países como Estados Unidos, Coreia do Sul, Japão e China. Já para a América Latina e o Caribe, os primeiros testes com a próxima geração de conexões móveis devem acontecer um pouco mais tarde, mas, ainda assim, dentro da previsão de até 2023.

Com a chegada da nova geração de internet para dispositivos móveis, o tráfego de dados deverá superar os 100 Exabytes mensais em todo o mundo – oito vezes mais do que os números atuais. Para se ter uma ideia do que isso representa, esse recorde seria algo equivalente a 5,5 milhões de anos de streaming de vídeos em HD.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

E, por falar em consumo de vídeos, a Ericsson revela que essa prática continuará a alimentar o crescimento do tráfego de banda larga móvel, com a geração Y sendo a principal responsável por este cenário, já que jovens entre 15 e 24 anos transmitem 2,5 vezes mais do que as pessoas com mais de 45 anos. Ainda, a popularização dos vídeos em 360º trará impacto sobre os volumes de consumo da conexão móvel, considerando que um vídeo do YouTube com essa tecnologia usa de 4 a 5 vezes mais largura de banda do que um vídeo tradicional na mesma qualidade.

Quanto ao LTE, o relatório prevê que a tecnologia alcançará 5,5 bilhões de assinantes, abrangendo mais de 85% da população até o final de 2023. Já a tecnologia de Voz sobre LTE (VoLTE), presente em mais de 60 países e usada principalmente em smartwatches, deverá representar mais de 80% das assinaturas de 5G e LTE combinadas.

Você pode conferir o estudo completo (em inglês) aqui.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.