Como a tecnologia 5G vai transformar a realidade no Brasil

Como a tecnologia 5G vai transformar a realidade no Brasil

Por Renan Antoniolli | 23 de Fevereiro de 2022 às 10h00
Envato/twenty20photos

Em novembro de 2021 ocorreu no Brasil o leilão de radiofrequências para as redes de tecnologia 5G. Apesar do atraso de mais dois anos no cronograma, o pregão resultou em boa arrecadação: um total de R$ 47,2 bilhões. Agora, segundo a Anatel, o 5G deve estar presente nas capitais brasileiras até o final de julho de 2022 e, com ele, chega também aos mercados a expectativa de que a conectividade no país estará mais acelerada e gerará oportunidades que ainda nem conseguimos imaginar.

Mas o que é realmente o 5G?

A Quinta Geração da internet móvel representa mais do que uma evolução na velocidade e capacidade de conexão. Isso porque a chamada 5G NR (New Radio) proporciona diversas melhorias, como o slicing, que promove um modelo de conectividade por fatiamento. Ou seja, cria várias redes virtuais para cada tipo de serviço a ser utilizado.

E toda essa inovação é possível porque o 5G se baseia em três fundamentos básicos (milestones): velocidade de 1 Gbps por usuário, baixa latência (abaixo de 1 milissegundo) e capacidade/densidade da rede que pode suportar até 1 milhão de dispositivos por km².

É importante destacar que, na fase inicial, muitas operadoras terão que utilizar a rede 5G no formato NSA (non-standalone), cujo core (núcleo central) está interligado ao sistema 4G, o que na prática significa que, nesse estágio, sua capacidade será parcialmente utilizada. A quinta geração só poderá ser plenamente aproveitada quando operarem em SA (standalone), ou seja, 5G puro.

Baixo investimento

Outro diferencial da tecnologia 5G é que ela surge baseada em estruturas de redes SDN (Software-Defined Network) e Cloud Computing, que apesar de serem mais complexos, diminui os investimentos em equipamentos e reduz drasticamente o tempo de implementação. Com esses benefícios, é possível ter antenas 5G instaladas em luminárias de iluminação pública, bancas de jornais, em estruturas de prédios, shoppings e empresas.

E o que esse modelo de instalação simplificada significa? Melhores condições de oferecer uma cobertura de internet móvel ampla e acessível a todos.

Atraindo investimentos de empresas

Com a entrada do 5G, o Brasil abre suas portas para investimentos de empresas globais em produtos e serviços que utilizam a tecnologia. Segundo estudo do IDC (International Data Corporation) encomendado pelo Movimento Brasil Digital, há uma expectativa de que a rede 5G movimente até R$ 22,5 bilhões em negócios até 2024. Desse total, até R$ 2,5 bilhões devem provir de investimentos de empresas brasileiras. Esse montante faz jus às boas perspectivas e à aderência do mercado brasileiro à tecnologia, com a possibilidade de entrada de produtos variados, que envolvam inteligência artificial, Internet das Coisas, cloud computing, realidade virtual e aumentada, drones, entre outros.

Difusão das redes 5G prometem transformar o Brasil (Imagem: Envato/deyangeorgiev)

Como exemplo desses investimentos, podemos destacar a Intelbras, que, de forma, pioneira está desenvolvendo uma CPE 5G no Brasil em colaboração com a norte-americana Qualcomm. O produto, que levará conectividade 5G para dentro de residências, empresas e indústrias, e estará disponível no mercado após o segundo semestre de 2022, fornece conectividade de alta qualidade, velocidade e latência semelhantes à fibra óptica, sem a necessidade de cabeamento e instalação na última milha (last mile), otimizando assim implementações de comunicação digital e dispensando grandes investimentos de infraestrutura.

5G para a economia

A facilidade de instalação da infraestrutura e o modelo de fatiamento virtual da rede vão estimular a criação de inúmeras redes privadas no Brasil e, consequentemente, os investimentos em novas soluções tecnológicas, impactando diretamente na melhoria da economia brasileira. O 5G será a linha focal para a transformação da indústria 4.0, assim como para a digitalização de setores como o agronegócio, a mineração, o varejo, o governo, a TIC, entre outros.

Inovações por minuto

A tecnologia poderá promover inúmeras melhorias em nosso cotidiano. Um exemplo são os benefícios gerados aos cidadãos com o aumento de cidades inteligentes no país, por meio de uma gestão urbana mais dinâmica em importantes áreas, como segurança, fluxo urbano, iluminação, entre outras. Nas cidades, a rede 5G poderá ser instalada em semáforos e na sinalização de trânsito digital, e tudo poderá ser conectado a veículos cada vez mais autônomos. Por meio de uma inteligência artificial rodando em edge-computing, o trânsito se tornará muito mais seguro e confortável aos motoristas.


Outro exemplo é a utilização do 5G no setor da saúde, que disponibilizará a realização de cirurgias robóticas à distância e o uso da inteligência artificial em diagnósticos médicos. Já na indústria 4.0, a tecnologia poderá revolucionar o setor em todos os seus campos por meio do uso de ferramentas como sistemas de IIoT (Internet Industrial das Coisas), robótica, armazenamento em nuvem e realidade virtual, que poderão promover uma nova era para a produção industrial, com mais agilidade, segurança e dinamismo.

Veja, compare e compre à distância

Quem atua no varejo também deve ser beneficiado (e muito) pela tecnologia 5G. Comerciantes poderão utilizar dados de realidade virtual (VR) ou de realidade aumentada (AR), com o objetivo de facilitar a visão do imóvel ou do produto que esteja à venda, possibilitando assim que seus clientes façam testes virtuais, de maneira remota. Isso significa principalmente um aumento nas vendas online, por meio de um ambiente mais atraente e dinâmico, e a possibilidade de gerar mais negócios.

É preciso planejamento

Para que possamos aproveitar todas as vantagens da tecnologia 5G, é importante lembrar que o processo de implementação é complexo e precisa de planejamento para garantir que todo o território brasileiro tenha acesso adequado à rede 5G, seja por redes SA ou NSA. As cidades precisam ter boa cobertura 5G para que a tecnologia entregue a experiência que os usuários tanto esperam.

A quinta geração de conectividade da rede móvel é uma tecnologia disruptiva, que mudará a forma como interagimos com as pessoas e principalmente com as coisas, por meio de serviços que alcancem a todos de maneira rápida e segura. Em resumo, o 5G promoverá uma integração massiva entre dispositivos para beneficiar pessoas, indústrias, empresas de segurança patrimonial, cidades inteligentes e tantos outros negócios. Com a quinta geração de conectividade, nossas vidas nunca mais serão as mesmas.

*Artigo produzido por colunista com exclusividade ao Canaltech. O texto pode conter opiniões e análises que não necessariamente refletem a visão do Canaltech sobre o assunto.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.