Com lançamento previsto para 2017, operadora Veek é homologada pela Anatel

Por Redação | 26 de Agosto de 2016 às 09h58
photo_camera Divulgação

Uma nova operadora de telefonia móvel está a caminho do Brasil. Nesta semana, a Veek, que atua no regime de Mobile Virtual Network Operator (MVNO) credenciada, foi homologada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). De acordo com o fundador da empresa, Alberto Blanco, uma fase beta será colocada no ar até o final deste ano, e o início das operações está previsto para fevereiro de 2017.

Originalmente anunciada em junho, a Veek terá como foco jovens de baixa renda, e os planos ofertados devem ser apenas na modalidade pré-pago. Embora os preços não tenham sido definidos, a entidade espera que, em 80% dos casos, as tarifas sejam mais baratas do que as praticadas pelas demais operadoras do país. A empresa espera que os usuários gastem em média R$ 40 por mês com seus serviços.

Segundo Blanco, que é ex-diretor de marketing da Oi, a Veek terá dois grandes diferenciais no mercado de telefonia móvel. O primeiro é uma tarifa única para o minuto de voz, independentemente de a ligação ser para fixo ou móvel, local ou de longa distância, assim como uma tarifa única por MB e por SMS.

Já o segundo trata de um conceito de marketing multinível, remunerando assinantes que trouxerem novos usuários com uma participação na receita gerada por eles. Neste caso, os "veekers" - como serão chamados os clientes - receberão um bônus sobre as recargas das pessoas que eles chamarem para a companhia, funcionando da seguinte forma: os usuários vão receber 2,5% do valor da recarga de todos os assinantes que trouxerem, mais 1% sobre as recargas feitas pelos convidados dos seus convidados e mais 1% no nível seguinte.

Além disso, a Veek vai disponibilizar um kit com dez cartões SIM por um valor de R$ 100, que podem ser revendidos a R$ 20 cada, garantindo ao usuário um faturamento de R$ 10 em cima de cada cartão. Toda a remuneração recebida estará disponível em um "Veek Card", um cartão de débito da bandeira Mastercard que será distribuído pela empresa. O saldo desse cartão poderá ser acessado via aplicativo para sistemas operacionais Android e iOS.

A Veek é a marca que será usada junto ao público, embora a companhia por trás dela seja a Lanis Redes e Consultoria Ltda. A entidade se conecta à plataforma da EUTV, que por sua vez está homologada no regime de MVNO autorizada e utiliza as redes da TIM. A modalidade MVNO é bastante comum entre empresas menores que, apesar de competirem com outras operadoras, não possuem uma rede própria e fazem uso da infraestrutura de outras teles.

Fontes: MOBILE TIME, AndroidPIT

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.