Campanha que alerta o fim da transmissão analógica começa nesta quinta-feira

Por Redação | 20.05.2015 às 13:32
photo_camera R7

Uma campanha para encerrar as transmissões analógicas da TV aberta deve começar em São Paulo na próxima quinta-feira (21). Os moradores da capital e de mais 27 municípios começarão a ser avisados sobre o início da contagem regressiva que deve finalizar no dia 15 de maio de 2016.

Os telespectadores que ainda recebem o sinal analógico verão em alguns momentos o símbolo da televisão analógica, que começa com uma letra "A" e se transforma na palavra completa, com uma mensagem alertando para a data do fim deste tipo de transmissão. A campanha de aviso prévio é obrigatória e foi determinada pela Portaria do Ministério das Comunicações.

Com o desligamento, a programação da televisão aberta estará disponível aos telespectadores destas regiões apenas em formato digital, que oferece mais qualidade de som e imagem. Outra vantagem da digitalização é o suporte à recepção móvel, a multiprogramação e a interatividade.

Mas a mudança não é automática. O telespectador que visualizar a mensagem em seu televisor precisa tomar as devidas providências para continuar assistindo à programação aberta, até o fim do prazo. As televisões antigas precisam ser trocadas por uma nova, ou o usuário pode adquirir um conversor digital e uma antena apropriada. Caso o aparelho tenha um conversor integrado, ainda é preciso da antena.

Uma boa parte dos aparelhos mais recentes, sejam de plasma, LCD, LED, etc, já possui o conversor de tv digital, mas mesmo assim o usuário precisa consultar o manual para ter certeza. Caso haja alguma dúvida referente à mudança, o telespectador pode consultar o site exclusivo do serviço ou entrar em contato com a central de atendimento pelo número 147.

Os meios de contato são da Entidade Administradora do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (EAD). Esta associação é formada pelas empresas de telecomunicações que passarão a utilizar a faixa de radiofrequência para a prestação de serviços móveis de quarta geração.

A faixa de radiofrequência é de 700 MHz e será utilizada para ampliar a disponibilidade do serviço de telefonia e internet de quarta geração, a 4G LTE, no Brasil. Desde 2003, esta radiofrequência é de 2,5 GHz.

O desligamento no Brasil todo deve acontecer até 2018, com o mesmo aviso, em diversas regiões. O processo total de digitalização da TV aberta funciona sob coordenação do Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV, que é presidido por um conselheiro diretor da Anatel e representantes do Ministério das Comunicações.

O grupo é responsável por acompanhar, disciplinar e fiscalizar o trabalho da EAD, que tem como função também comprar e distribuir conversores de TV digital e antenas de recepção para famílias beneficiárias do Bolsa Família.