Brasil registra queda de 15,02 milhões de linhas móveis nos últimos doze meses

Por Redação | 24 de Abril de 2017 às 17h09

Em março de 2017, a telefonia móvel apresentou queda de 15,02 milhões de linhas (-5,83%) em comparação com o mesmo mês do ano passado. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) o crescimento tem sido liderado pela operadoras virtuais Datora e Porto Seguro, que apresentaram adição de 70,08 mil e de 115,6 mil. Dos quatro maiores grupos, a Vivo apresentou uma pequena elevação de 726,1 mil (+0,99%). TIM, Claro e Oi registraram queda de 5,40 milhões (- 8,03%), 5,05 milhões (-7,74%) e 5,67 milhões (-11,88%).

Nas tecnologias, nos últimos doze meses, o 4G (LTE) apresentou crescimento de 38,78 milhões, uma variação de 119,23%. No mesmo período, as linhas M2M (linhas de dados voltadas para aplicações máquina- máquina) apresentaram crescimento de 1,8 milhão. Todas as outras tecnologias utilizadas na telefonia móvel apresentaram redução.

Nos últimos doze meses, todos os estados apresentaram queda na telefonia móvel, exceto Roraima, que apresentou crescimento de 8,08 mil linhas. Os estados que apresentaram as três maiores quedas foram Pernambuco, com redução de 1,3 milhão (-11,02%), Rio Grande do Norte, com menos 451,98 linhas (-10,74%) e Alagoas e Ceará com queda de 10,67%.

A Anatel também liberou a variação entre fevereiro e março de 2017 dos dados da telefonia móvel.

Acesse abaixo as tabelas com os números da telefonia móvel:

Variação 12 meses
- Dados por grupo econômico
- Dados por Unidade da Federação
- Dados por Tecnologia

Variação Fevereiro- Março/2017
- Dados por grupo econômico
- Dados por Unidade da Federação
- Dados por Tecnologia