Banda larga: maioria dos clientes trocaria de operadora se limite fosse aprovado

Por Redação | 27 de Junho de 2016 às 18h07
photo_camera Divulgação

Uma pesquisa revelou que 74,4% das pessoas mudariam de operadora se o limite à franquia de banda larga fosse aprovado — seja com diminuição da velocidade ou cobrança de taxa adicional após atingir a quantidade de dados estabelecida.

O estudo Telecom , realizado pela CVA Solutions, apontou ainda que, com a crescente insatisfação com custos, os clientes estão procurando operadoras menores e excluindo serviços do pacote, como TV por assinatura e telefonia fixa. As notas dos três serviços pioraram em relação ao mesmo período de 2015.

A GVT/Vivo está à frente nos serviços de telefonia fixa e banda larga, com melhores índices de atração de clientes e custo-benefício. A Live TIM, de fibra ótica, lidera no quesito Valor Percebido. As operadoras de banda larga menores, como Via Rádio, Cabo Telecom e Conect, cresceram de 1,4% para 15,3% nos últimos 12 meses, causando um impacto na participação de mercado das grandes operadoras.

Via Convergência Digital